Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Preocupados, consumidores fazem venda de água mineral crescer 50%

| 21/10/2014 | 20:59

O temor em relação à crise hídrica mais severa do Estado de São Paulo faz a população jundiaiense consumir 50% de água mineral a mais em relação ao mesmo período do ano passado, quando não era registrado período de estiagem. Gerente de um supermercado na Ponte São João, André Luís Noronha admite que as prateleiras do seu estabelecimento estão esvaziando rapidamente.

“As vendas já superaram em 50% o volume normal do que comercializamos. Para não ficar sem, estamos reforçando os pedidos com os distribuidores”, admite. Próximo dali, no Horto Florestal, uma grande distribuidora de água mineral vende 10 mil galões ao mês, o que totaliza 200 mil litros. “Em outros meses nossa venda gira em torno de 5 mil galões, metade do que estamos ofertando agora”, diz Michel Travalin, proprietário do estabelecimento.

Nos supermercados, alguns consumidores não escondem o medo de uma eventual falta de água. “Estou comprando galões de 20 litros, que têm o preço mais em conta”, explica Jocerlândio Monteiro, de 29 anos.

Já Fábio Inácio, 41, diz que a água mineral, além de uma alternativa para consumo, é mais gostosa. “Eu sempre preferi beber água mineral, então já tinha o hábito de comprá-la. Agora, com a crise, vou reforçar o estoque de casa.”

Mais informações na edição impressa do Jornal de Jundiaí desta quarta-feira (22) ou faça uma assinatura digital.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/preocupados-consumidores-fazem-venda-de-agua-mineral-crescer-50/

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido por CIJUN