Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Previsão de outono seco alerta para uma possível crise hídrica na Região de Jundiaí

FELIPE TOREZIM | 16/05/2018 | 05:05

O outono, que começou em 20 de março, está sendo marcado pelo clima seco em todo o Estado de São Paulo. E segundo a previsão do Climatempo, isso deve se estender até o mês de junho, quando as chuvas devem ser até acima da média. Até lá, com pouco ou nada de chuva, o temor por uma nova crise hídrica, assim como em 2013, começa a surgir. Segundo o coordenador da Câmara Técnica, órgão ligado ao Consórcio PCJ, Alexandre Vilella, a preocupação na Grande São Paulo e na Região de Jundiaí é com o próximo ano. “Estamos em estado de atenção e as pessoas devem usar com racionalidade para que no próximo ano não tenhamos aquela situação crítica de alguns anos atrás”, explica Vilella.

Em Jundiaí, até esta terça-feira (15), eram 42 dias sem chover – alguns pontos da cidade receberam pouca chuva. Apesar disso, a DAE, empresa responsável pelo abastecimento de água na cidade, diz estar tranquila. Com 70% do reservatório cheio, garante o órgão, o abastecimento está garantido para essa época. “Claro que chuva é sempre bom, mas já trabalhamos com a expectativa de volume menor nessa época e as precauções já foram tomadas”, garante o diretor-superintendente DAE, Eduardo Pereira da Silva. Segundo o diretor, em caso de emergência há ainda a possibilidade de bombear água do rio Atibaia, o que aumentaria a capacidade dos reservatórios. Entretanto, ele pondera que isso gera um gasto de energia muito grande.

O diretor também frisa a importância da participação da população. “O consumo consciente é importante. Reutilizar água da máquina de lavar e da chuva, por exemplo, ajuda”, destaca. Ele lembra que no dia 22 de março foi lançado campanha “O desperdício pode ser a gota d’água”, que visa estimular o uso consciente do recurso hídrico. “Esses bons hábitos começaram principalmente após a grave crise hídrica de 2014 na qual passamos com tranquilidade. Graças também aos investimentos em estrutura que o município fez ao longo das gestões”, garante.

investimentos
Está em processo de licitação a construção de mais quatro reservatórios em Jundiaí – Jardim Carlos Gomes, Cecap, FazGran e Anhangabaú. “A previsão é que esteja pronto no segundo semestre de 2019 e vai garantir mais 21 mil metros cúbicos de água”, diz Pereira.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/previsao-de-outono-seco-alerta-para-uma-possivel-crise-hidrica-na-regiao-de-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN