Jundiaí

Produtores focam no consumidor final


T_AM993354330001_Easy-Resize.com
Crédito: Reprodução/Internet
Mesmo diante da crise, as hortas orgânicas continuam a cultivar e comercializar alimentos naturais, porém, com o fechamento de alguns estabelecimentos como shoppings e restaurantes, a demanda apresentou queda e incidiu diretamente no lucro dos produtores. Marcos Vinícius de Souza Leal é um dos 10 produtores de orgânicos de Jundiaí. Ele possui uma grande horta no Medeiros onde cultiva verduras e legumes e para ele alguns procedimentos de entrega tiveram que ser adaptados. "Estamos fazendo entrega em domicílio para diminuir o contato entre as pessoas", afirma. A agricultora Maria Teresa Staeheli, de 52 anos, cultiva ervas e aproveitou a crise para investir no serviço delivery. "Costumo atender restaurantes, mas nesse período os clientes convencionais cresceram bastante. Em conjunto com outros produtores, montamos cestas e entregamos a eles. Espero que a tendência continue firme, mesmo após a crise”, diz a produtora que atende Jundiaí, Campo Limpo, Itupeva e demais cidades da região. Para Andreia Aparecida de Sousa, que comanda a Banca da Horta, no bairro Morada da Uva, a situação não foi diferente. “Como produzimos para vender para grandes comércios, e muitos deles fecharam as portas temporariamente, as vendas tiveram uma pequena queda", lamenta. PEQUENOS PRODUTORES Com os grandes estabelecimentos fechados e circulação pela cidade restrita, muitos têm evitado a aglomeração dos supermercados e as hortas locais começaram a se destacar. Edson Santana, de 50 anos, tem uma horta na Vila Arens, na avenida São Paulo. A produção está a todo vapor. "Tenho seguido com o cultivo de orgânicos. Como não tenho clientes comerciais, meu foco é na venda local", conta o agricultor que já possui freguesia na região. O aposentado Paulo Sérgio Ugrati, de 60 anos, cultiva suas hortaliças no bairro Parque Cidade Jardim há quase uma década e para ele a horta é mais um sinônimo de amor do que de lucro. “Não estou conseguindo encontrar mudas para plantar então só tenho coisas mais básicas, como cebolinha e salsinha", conta. Ele planeja se empenhar no cultivo logo após essa crise. "Antes eu tinha uma horta bem variada, com abóbora, alface e verduras, mas agora está um pouco fraco", comenta. Confira algumas das hortas da cidade: VILA ARENS II Horta do Edson Avenida São Paulo, nº1002 VILA DIDI Horta do Japonês Av. Nações Unidas, nº1467 JARDIM BONFIGLIOLI Horta do Chico Rua Líbia, nº53 Horta da Dirce Rua Nigéria, nº 180 COLÔNIA Horta Colônia Avenida Nami Azem, nº1110 MEDEIROS Horta Jasmin Manga Rua Eugênio Loschi, n.200  

Notícias relevantes: