Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Produtores rurais de Jundiaí receberão mais de R$ 54 mil

Da Redação | 16/02/2020 | 04:52

Em Jundiaí, o produtor rural que preserva o meio ambiente, conservando fragmentos de mata nativa e plantando árvores para recuperação de áreas degradadas, pode ser beneficiado com pagamento em dinheiro pela proteção ambiental.

Nesta segunda-feira (17), serão assinados os termos de compromisso do segundo edital do Programa Municipal de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), instituído por Lei Municipal, que irá pagar mais de R$ 54 mil, no total, a 35 proprietários rurais de 50 propriedades rurais produtivas <CW4>de Jundiaí.

O interesse dos produtores neste segundo edital aumentou mais de 200%, e o valor também é maior. No primeiro edital, cujos termos de compromisso foram assinados em 29 de outubro de 2019, pelo prefeito Luiz Fernando Machado, na Fazenda Nossa Senhora da Conceição, foram cerca de R$ 40 mil, distribuídos a 16 propriedades rurais de Jundiaí. Os valores referentes ao primeiro edital já foram integralmente pagos.

A iniciativa da Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT), já contemplou 350 hectares de floresta nativa e 20 hectares de áreas de reflorestamento.

O prefeito Luiz Fernando Machado, que irá assinar os termos de compromisso nesta segunda, destaca que o PSA faz parte de um planejamento de longo prazo para a cidade, que avança “porém sem deixar nada para trás”. E completa. “Aos agricultores, nosso muito obrigado por estarem preservando o meio ambiente; esta é uma justa recompensa, mas vocês merecem muito mais”, afirmou.

 

Formação do PSA
O PSA está em conformidade com o disposto no inciso I do art. 9º da Lei nº 9.116, de 2018 e com o Decreto Municipal n° 27.976, de 18 de janeiro de 2019, para a conservação de remanescentes florestais e/ou de áreas em processo de restauração ambiental.

De acordo com a diretora de Agronegócio da UGAAT, Isabel Cristina Fialho Harder, só podem se inscrever, porém, propriedades rurais que sejam produtivas. “O objetivo do programa é fixar o produtor rural na terra e incentivar a agricultura sustentável, estimulando a conservação de mata nativa e nascentes”, explica.

Esta segunda seleção foi aberta a produtores de toda a cidade e cada um recebe cerca de R$ 250 por hectare de mata a ser conservada e/ou de áreas com plantio para recuperação ambiental. “O recebimento do incentivo será contínuo, já que poderá ser renovado a cada quatro anos, desde que a área seja mantida intacta”, explica Isabel Harder.

São parceiros na iniciativa a DAE Jundiaí, ONG The NatureConservancy (TNC), Ambev, Consórcio PCJ e Coca-Cola FEMSA. (Da Redação)

 


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/produtores-rurais-de-jundiai-receberao-mais-de-r-54-mil/
Desenvolvido por CIJUN