Jundiaí

Projeto "Homens que sentem" discute masculinidade


GRUPO DE MASCULIDADE FERNANDO ALVES DE ALMEIDA
Crédito: Reprodução/Internet
Uma ideia surge essa semana para discutir os efeitos do machismo no cotidiano. ‘Homens que Sentem’ tem como objetivo criar um grupo de apoio para homens discutirem noções de masculinidade. O grupo será um espaço seguro para compartilhar problemas, questões, dúvidas e, de forma coletiva, permitir que os membros colaborem uns com os outros através da escuta e do acolhimento. A inauguração do grupo será através de uma cerimônia em que todos estão convidados, no sábado (9) das 14 às 17 horas, no Grupo Sol da Cidadania, Alameda das Palmeiras, 120, Vila Alvorada/Retiro. De acordo com o idealizador do projeto, Fernando Alves de Almeida, a ideia surgiu por conta de uma reflexão. “Em algum momento da vida, os homens passam pela chamada ‘masculinidade tóxica’, ou seja, a ideia de que o homem tem que ser um ‘super-homem’ e ser provedor de tudo. Isso prejudica tanto os homens quanto as mulheres, afinal, homens também tem sentimentos e devem poder demonstrar isso”, conta. O evento de sábado será uma apresentação do projeto e, por isso, será aberto a todo o público. Após a apresentação, terá início os grupos de conversa. Esses grupos serão apenas para os homens. “Fizemos uma pesquisa e muitos homens mostraram interesse em participar. Serão 12 encontros por grupo e, em cada encontro, um tema será discutido”, explica Fernando. PARCERIA O projeto terá o apoio e parceria da ‘Rede Jundiaí 50|50’, que promove ações na cidade desde 2016 pensando na criação de espaços e oportunidades para a igualdade de gênero.

Notícias relevantes: