Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Prova de vida pode ser realizada por procuração

DA REDAÇÃO | 07/12/2018 | 16:29

Uma leitora contatou o Jornal de Jundiaí para reclamar da forma como sua avó foi atendida em um banco da av. Jundiaí nesta semana. Segundo Erica Lopes, a avó vai uma vez por ano fazer prova de vida no local para continuar recebendo seu benefício. Como ela tem cirurgias nos dois joelhos e dificuldade de locomoção, a gerente sempre fazia a gentileza de tirar a digital da senhora no carro, para não fazê-la andar.

Quando foi ao banco fazer o procedimento nesta terça (4), porém, foi diferente. “Ela foi obrigada a entrar no banco. Ela tem os dois joelhos operados, muita dor na perna devido à idade de 87 anos e Alzheimer em fase avançada, o que já começa a prejudicar a parte motora também”, conta a neta. “Hoje ela não consegue levantar do sofá de tanta dor na perna”, diz.

A reportagem entrou em contato com o banco, que informou, via nota, que a prova de vida pode ser feita por procuração jurídica. Dessa forma, qualquer outra pessoa pode realizar o procedimento em nome do familiar com doença ou dificuldade de locomoção, desde que previamente cadastrado no INSS. “Tanto acompanhante como a beneficiária do INSS foram orientadas a providenciar a procuração. A decisão de fazer com que a beneficiária entrasse na agência para fazer a prova de vida não foi influenciada por funcionário do Banco”, diz o comunicado.

Foto: Rui Carlos

Foto: Rui Carlos


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/prova-de-vida-pode-ser-realizada-por-procuracao/
Desenvolvido por CIJUN