Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Quando a tecnologia e o amor se unem, nascem lindas histórias

COLABORAÇÃO DE MARIANA CHECONI | 12/06/2019 | 05:00

A tecnologia facilitou diversos aspectos na vida das pessoas. O principal deles foi a comunicação. Antigamente, sem internet, só era possível se comunicar com pessoas em longas distâncias através de telefone ou carta. Hoje em dia, bastam alguns segundos para que um diálogo aconteça entre duas pessoas em países diferentes.

Além da comunicação, os relacionamentos amorosos também entram nessa modernização. Redes sociais e aplicativos de relacionamento contribuíram bastante para a possibilidade de conhecer pessoas que provavelmente não se encontrariam naturalmente. Nesse dia dos namorados, o JJ foi atrás de histórias de casais que cruzaram seus caminhos na internet.

André Cyrino Carvalho e Aline Silva se conheceram por um aplicativo de relacionamentos. A história do casal começou em setembro de 2018. Os dois lutam Jiu-jitsu, isso ajudou a unir o casal, já que possuíam algo em comum para conversar. André morava em Jundiaí, Aline em Piumhi, cidade com aproximadamente 34 mil habitantes, localizada a oeste de Minas Gerais.

Começaram a conversar e trocaram redes sociais. “Vi o perfil dela no aplicativo e gostei muito. Ela também tinha gostado de mim. Conversamos via redes sociais por algum tempo, mas devido a distância, não levamos muito a sério. Até que ocorreu em São Paulo um campeonato de Jiu-jitsu que ela veio participar. Uma aluna da minha academia por coincidência, lutou com ela, mesmo tão perto não conseguimos nos encontrar porque eu fui embora mais cedo. Não sabia que ela estava no campeonato”, conta André. Após esse campeonato, o casal conversou durante toda a semana e o professor decidiu que queria encontrar Aline pessoalmente, foi então que ele viajou até Capitólio, cidade ao lado de Piumhi, para finalmente conhecê-la. “Costumamos dizer que quando é para ser, acontece. Quando nos encontramos a primeira vez parecia que já nos conhecíamos há muito tempo. Nossa sintonia é tão grande que as pessoas sempre falam que parece que somos casados por muitos anos. Nós somos noivos. Faz nove meses que nos conhecemos”, relata Aline.

Após o primeiro encontro, eles não se separaram mais. Aline se mudou para Jundiaí em janeiro desse ano e conta que a maneira com que André a tratou desde a primeira conversa foi decisivo para que ela largasse sua cidade e viesse morar com ele. “Mesmo nas mensagens, ele nunca me chamou por apelidos ou me forçou a nada. Sempre foi respeitoso e educado. Por isso, quando o André disse que viria até minha cidade (mais de 400km de distância) me conhecer, eu aceitei. Me senti segura. Quando ele perguntou se eu queria morar com ele e garantiu que eu poderia ajudá-lo na academia, principalmente com as crianças, eu aceitei. Entramos de cabeça nesse relacionamento e não nos arrependemos da decisão”, relata ela. O casal mora junto e tem dois gatos. Além disso, Aline está grávida de dois meses.

Aline e André se conheceram há nove meses em um aplicativo de relacionamentos. hoje ela está grávida de dois meses

“Sabíamos que era o certo”

Histórias de casais que se conheceram pela internet são comuns desde o início das redes sociais. Rozalia Pereira Almeida conheceu o marido, Alan Almeida, em 2007 por uma rede social hoje extinta. “Eu morava em Encanto, uma cidadezinha no Rio Grande do Norte e ele em Jundiaí. Nós conversávamos por chat. Eu não tinha internet em casa e passava três horas por dia na lan houses conversando com o Alan. Mandávamos cartas de dez páginas contando os nossos dias. Nosso namoro à distância durou um ano e meio”, lembra.

Após mais ou menos um ano de conversa, Alan viajou até o Rio Grande do Norte para conhecer os pais dela. “Ele foi até lá pedir minha mão em casamento para os meus pais, que aceitaram. Me surpreendi, uma vez que eles eram muito rígidos. Nós nunca tínhamos nos visto pessoalmente, mas de alguma forma, sabíamos que era o certo”, conta.

Após o primeiro encontro, os dois marcaram o casamento. Rozalia deixou a cidade e veio para Jundiaí. O casal já está junto há 11 anos e hoje tem um filho de cinco. “Em nenhum momento eu tive medo. Vi que ele era o homem certo quando foi até Encanto por mim. Sinto falta da família, mas em nenhum momento me arrependi dessa escolha”, relata.

Juntos há 11 anos, Rozalia e Allan namoraram 1 ano e meio à distância


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/quando-a-tecnologia-e-o-amor-se-unem-nascem-lindas-historias/
Desenvolvido por CIJUN