Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Queda no preço torna etanol mais vantajoso

ANGELO AUGUSTO | 03/07/2019 | 05:00

O mês de junho se encerrou com uma leve queda no preço do etanol. A baixa se dá principalmente pelo aumento na produção de cana-de-açúcar, registrado na safra 2018/2019, o que fez com que a demanda pelo bicombustível aumentasse, pois na comparação com a gasolina, o etanol tem atingido um preço mais vantajoso.

Consumidores têm prestado mais atenção nessa relação de preços entre o etanol e a gasolina e passando a optar por aquele que mais compensa. Renato Cruz, que possui um carro movido apenas a etanol e um veículo flex, conta que tem preferido o etanol, por estar mais barato. “Percebi que houve uma queda, mas não muito grande. O problema é que a diferença entre preços do etanol de um posto para outro ainda é muito grande, chegando à casa dos R$0,20, inclusive em postos que têm a mesma bandeira”.

Essa comparação de preços tem sido o principal motivo do aumento das vendas de etanol. Segundo Flávio Campos, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Campinas (RECAP), a forma de se calcular o preço do etanol e da gasolina são diferentes. “O valor da gasolina tem como referência o preço do dólar e o preço internacional do barril de petróleo, enquanto que o etanol, por se tratar de um produto agrícola, tem seu preço determinado de acordo com a lei da oferta e procura”.

O presidente da RECAP fala ainda que ter um carro flex é uma ótima arma ao consumidor, que não precisa mais ficar refém de um único combustível caso esse esteja muito caro. “O consumidor tem ficado cada vez mais atento às contas para escolher mais precisamente o combustível mais barato”.

Atualmente, o preço do etanol está, em média, 65% o preço da gasolina: uma porcentagem considerada vantajosa, uma vez que ele alcança perto de 70% do rendimento da gasolina.

José Marcussi, dono de um posto de gasolina, conta que a concorrência está complicada devido à falta de comprometimento com a qualidade de alguns estabelecimentos. “Os postos sem bandeira conseguem um preço melhor, pois podem fazer uma pesquisa de mercado para comprar o combustível mais em conta. Mas quando um posto é franqueado por alguma bandeira, ele tem uma obrigação para com essa marca e não consegue negociar o preço”.

Guido J. Adolpho, que também é proprietário de um posto de gasolina, diz que o consumo de etanol tem sido realmente maior neste ano. “Em comparação com o ano passado, percebemos que a venda de etanol aumentou e a de gasolina caiu levemente”, avalia.


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/queda-no-preco-torna-etanol-mais-vantajoso/
Desenvolvido por CIJUN