Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Raiva: Técnicos do Governo estadual estão em Jundiaí para monitorar morcegos

NIZA SOUZA - csouza@jj.com.br | 06/03/2018 | 04:30

Duas equipes da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, estão em Jundiaí esta semana para realizar o monitoramento dos abrigos de morcegos hematófagos cadastrados e rastrear novos abrigos. Ontem, a Prefeitura de Jundiaí confirmou o quarto caso de raiva animal em bovinos na cidade, todos na região do bairro Rio Acima. Ainda há dois casos aguardando resultado. De acordo com o médico veterinário Paulo Antonio Fadil, responsável pelo Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, as equipes farão ações de captura dos morcegos hematófagos, transmissores da raiva, que receberão aplicação da pasta vampiricida. As equipes devem ficar na cidade até sexta-feira (9). “Toda área rural de Jundiaí e de municípios vizinhos será monitorada”, destaca. Além de Jundiaí, a Coordenadoria de Defesa Animal informa que este ano há registro de ocorrência de raiva em bovinos nos municípios de Monte Mor, Elias Fausto, Botucatu e Piracicaba. “Este ano já estamos com aproximadamente 40 casos no Estado”, alerta Fadil.

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

Preocupação
No Rio Acima, onde foram registradas as mortes de bovinos, os moradores estão preocupados. Dono de dois dos animais mortos, o sitiante Osvaldo Moro, de 71 anos, conta que ficou surpreso com os casos. “Eu nasci aqui e nunca tinha visto raiva em bovinos. Tanto que a princípio achei que o animal tinha sido picado por uma cobra”, lembra ele, que cria alguns poucos animais apenas para manter na propriedade, sem finalidade comercial. Os animais de Osvaldo não eram vacinados contra raiva, já que essa vacina não é obrigatória para bovinos. Mas os cães, garante ele, estão com a vacinação em dia. Depois da confirmação das mortes dos bovinos, todos que tiveram contato com os animais foram vacinados, além de receberem o soro antirrábico, em Campinas.

Os cães da moradora Cristiane do Prado Tonelo, de 31 anos, também estão vacinados. O problema, diz ela, são os gatos. “Tenho quatro gatos que foram abandonados em frente de casa e ainda não foram vacinados contra a raiva”, diz ela. A comerciante Michele Baad, que também mora no bairro, está preocupada com as mortes dos animais. “Morcego sempre teve. Mas raiva nunca aconteceu. Aqui é uma região de sitiante e a maioria tem vários cães e gatos. Por isso, assusta.” A Zoonoses informa ainda que não há nenhum caso suspeito de raiva em pets. De qualquer forma, será montado hoje e amanhã um posto de vacinação no Rio Acima para vacinação de cães e gatos contra raiva. Além disso, técnicos da unidade estão percorrendo o bairro com ação de busca ativa de possíveis casos e orientação para os moradores sobre a importância da imunização contra raiva, tanto do rebanho de grande e médio porte, quanto dos pequenos animais.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/raiva-tecnicos-do-governo-estadual-estao-em-jundiai-para-monitorar-morcegos/
Desenvolvido por CIJUN