Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Região terá mais tráfego nas rodovias no futuro

VINICIUS SCARTON | 16/12/2018 | 05:00

Os resultados da Pesquisa de Origem Destino (OD) de 2017 – apresentados nesta semana pelo Instituto de Engenharia de São Paulo – apontam que a rodovia dos Bandeirantes é a de maior movimento na região metropolitana, com 118,2 mil veículos (entre passageiros e de carga) por dia. Especialistas apontam que o número vai aumentar ainda mais, com congestionamentos constantes, por conta das pessoas preferirem morar ao redor da Capital.

A OD faz um comparativo com o ano de 2007 a 2017 e informa que a quantidade de veículos de passageiros neste período registrou um aumento de 287 mil/dia para 395 mil nas rodovias, enquanto a de veículos de carga diminuiu de 150 mil/dia para 129 mil. No total, foram 524 mil veículos/dia ante 437 mil/dia registrado na OD 2007. O levantamento também detalha que na sequência aparece a rodovia Castelo Branco (69,2 mil/dia), Imigrantes (54,3 mil) e Fernão Dias (50,6 mil/ dia).

Sobre este apontamento, o gestor em transporte público Lúcio Gregório acredita em um aumento de veículos de passageiros para um futuro próximo. “A tendência de crescimento demonstra que as pessoas vão continuar com suas vidas na Capital, mas morando no interior, próximo às rodovias”, comenta.

Segundo Gregório, essa tendência vai seguir impactando o tráfego de veículos nas rodovias, com destino a São Paulo. “Creio que os congestionamentos vão intensificar no futuro, principalmente nas entradas e saídas da Capital paulista”, diz. O especialista afirma que é difícil prever se num prazo de cinco ou dez anos o cenário terá uma mudança. “Afinal, investimentos poderão ser feitos neste período, o que possibilita uma mudança de perspectiva”, complementa.

CCR AUTOBAN
O coordenador de Planejamento do Atendimento da AutoBan, Vagner Gomes Freitas, concorda com Lúcio Gregório, a respeito da tendência de aumento de veículos de passageiros para um futuro próximo. “Pois estamos num polo próspero e desenvolvido, formado pela Capital, Campinas e Jundiaí, possibilitando a circulação pelas rodovias de abrangência e expansão para os próximos anos”, explica.

Questionado sobre os principais motivos de circulação pela Bandeirantes, Gomes ressalta que o mix é muito amplo. “Muitos optam por viagens a trabalho, passeios, estudo etc. Além disso, o conforto e a segurança da rodovia também explica esse crescimento”, comenta.

Por fim o coordenador afirma que, nos últimos anos, diversas iniciativas foram realizadas, a fim de melhorar o tráfego de veículos no trecho de Jundiaí. “Em 2014, por exemplo, foi entregue a quinta faixa do km 16 até km 47, no trecho entre São Paulo e Jundiaí. Além disso, em abril deste ano foi concluído o Complexo Viário de Jundiaí. Já entre 2017 e 2018, foram criadas faixas adicionais no trecho de Jundiaí e Campinas”, destaca.

A pesquisa do Instituto de Engenharia de São Paulo analisou os deslocamentos nos 39 municípios da região metropolitana de SP. O trabalho de coleta das informações durou 11 meses e envolveu 2.400 pessoas. Os entrevistadores visitaram 132 mil domicílios, dos quais 32 mil foram validados para a utilização dos dados e informações.

T_rodovia2


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/regiao-tera-mais-trafego-nas-rodovias-no-futuro/
Desenvolvido por CIJUN