Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Reunião na segunda vai discutir situação de funcionários

| 25/05/2014 | 05:00

Reunião nesta segunda-feira (26), às 15h, no Ministério do Trabalho, em Jundiaí, vai discutir a situação dos funcionários do Maxi Shopping, que permanece fechado após o incêndio, na madrugada de quarta-feira, dentro da loja de materiais esportivos Centauro. Outros estabelecimentos foram danificados pela fuligem e pela grande quantidade de água em virtude do sistema anti-incêndio.

Uma nova vistoria técnica será feita amanhã para definir se o complexo de lojas será reaberto parcialmente. Responsáveis pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Jundiaí e Região, juntamente com a auditora fiscal do Ministério do Trabalho, Fussai Susake, estiveram, sábado de manhã, no Maxi, e foram recebidos por representantes do shopping.

Após o encontro, ficou marcada uma reunião fechada, na mesma segunda, às 15 horas, no Ministério do Trabalho, com a diretoria do sindicato, do shopping e representante do Ministério Público, para discutir a situação dos funcionários, que estão preocupados com a falta de informações oficiais. Isso porque algumas lojas não serão reabertas imediatamente, conforme informou o sindicato.

“Nesta segunda-feira, o Maxi vai nos dar uma previsão de reabertura de cada loja. A Centauro, por exemplo, segundo nos informaram, deve ficar fechada por 90 dias. Outras lojas menores devem reabrir entre 10 e 15 dias. Outras lojas tiveram problema no gesso, por causa da água do sistema anti-incêndio, e outras perderam estoque”, afirmou o presidente do sindicato da categoria, Milton de Araújo.

Segundo ele, cada funcionário terá a situação discutida de forma específica. “Vamos negociar uma licença remunerada conforme cada caso. Além disso, estamos também preocupados com a segurança deles, que não poderão correr nenhum risco nem trabalhar em outras funções durante este período”, explicou Milton. Segundo o sindicato, no total, são cerca de 3 mil pessoas que trabalham diretamente no shopping.

Fechado
O Maxi não funciona neste domingo e passará, na segunda às 7h, por nova vistoria técnica feita por representantes da Defesa Civil, Vigilância em Saúde, Prefeitura de Jundiaí e Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest). Se os órgãos analisarem que as reformas solicitadas foram realizadas, o local poderá ser reaberto parcialmente.

“Vamos trabalhar neste fim de semana para cumprir as exigência feitas pelos órgãos competentes”, afirmou o gerente de operações do shopping, Pedro Pessini. Segundo apurado pela reportagem, comerciantes ainda contabilizam os prejuízos – muitos aguardam informações oficiais sobre os seguros do shopping e da própria Centauro.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/reuniao-na-segunda-vai-discutir-situacao-de-funcionarios/
Desenvolvido por CIJUN