Jundiaí

Rotinas de saúde são modificados


T_atendimento-medico-na-ubs-vila-maringa_c_-28-1
Crédito: Reprodução/Internet
Com os decretos de Estado de Atenção (13 de março) e Emergência (20 de março) e de suspensão de todas as atividades não essenciais (21 de março), as suspensões de agendas eletivas nos equipamentos e a priorização dos casos é determinada para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Novas UBSs e Clínica da Família, Ambulatórios e Núcleo Integrado de Saúde (NIS). A determinação faz parte das medidas adotadas pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC) da Prefeitura de Jundiaí, pelo Plano de Contingência para o Enfrentamento da covid-19. Das 34 unidades de Atenção Básica em funcionamento, 18 serão mantidas para o atendimento de casos prioritários e, as demais 16 UBSs serão transformadas em Unidades Sentinelas, para o atendimento exclusivo daqueles que apresentem sintomas gripais. O NIS também está suspenso deixando apenas o atendimento aos casos prioritários. “As medidas são adotas prezando pelo cuidado à saúde da população. Quanto menor a possibilidade de contato entre quem está com sintomas gripais e os demais pacientes, menor será a possibilidade de a contaminação e propagação do Novo Coronavírus. As agendas de consultas dos casos prioritários estão sendo informadas aos pacientes, a partir da ligação das equipes das unidades”, explica. A distribuição de medicação está mantida, e na rede Básica, está sendo feita para o período de dois meses, para evitar o deslocamento das pessoas. Os idosos não devem se deslocar para fazer a recepção da medicação. Basta encaminhar um parente com a documentação do paciente e própria para a retirada. Já a Farmácia de Alto Custo está no aguardo da entrega do estoque adicional pelo governo do Estado de São Paulo das medicações para que possa ser feita a distribuição para 90 dias. Suspensos Os encontros de grupos terapêuticos, como Programa de Assistência Intensiva ao Tabagista (PAIT), grupos do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPs) e da Atenção Básica, atividades do Centro de Convivência, Cultura, Trabalho e Geração de Renda (CECCO) e a Academia da Saúde, atendimentos do Centro de Reabilitação de Jundiaí (CRJ) estão suspensos. A ouvidoria do SUS, que funcionava no térreo do Paço Municipal atenderá somente por via digital, pelo telefone 156, site (https://156cijun.custhelp.com/) e e-mail [email protected] As reuniões do Conselho Municipal de Saúde (Comus) também tiveram os encontros suspensos.

Notícias relevantes: