Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

São Vicente terá central de atendimento contra o câncer

| 02/06/2014 | 00:25

Para otimizar o tratamento de pacientes diagnosticados com câncer, o Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSVP) pretende abrir em até dois meses uma Central Única de Atendimento em Oncologia.

O serviço, que contará a princípio com um atendente e um médico, funcionará como triagem para que os casos possam ser encaminhados diretamente à especialidade necessária e não mais aguardar por consultas genéricas.

A central se tornou necessária este ano, devido a um aumento de quase 20% no número dos casos atendidos. De acordo com o coordenador do centro de oncologia, Izandro Reges Brito Santos, a demanda vem crescendo devido ao reconhecimento do hospital, desde que se tornou uma Unacon (Unidade de Alta Complexidade em Oncologia). “Convivemos com uma carência de centros de tratamento de oncologia, no Brasil. Nós somos referência.”

Além da demanda elevada, o incentivo da rede Hebe Camargo, criada pelo governo do Estado para melhorar a distribuição de pacientes pelos centros oncológicos de São Paulo, também foi determinante para o projeto da nova central em Jundiaí. “A equipe dessa rede fez visitas em todas as unidades e vai ajudar na distribuição de pessoas.”

Izandro explica, ainda, que com a central, esperas desnecessárias serão deixadas de lado. “Hoje, o paciente que é encaminhado por um médico da Unidade Básica de Saúde pode ser alocado na lista de espera da oncologia clínica ou cirúrgica e, muitas vezes, acaba na fila errada. Há pacientes que aguardam até quatro meses para serem atendidos na oncologia cirúrgica – área com mais demanda – e no fim precisam entrar de novo no sistema para passar por consulta clínica.”

Apesar de 60% dos pacientes serem moradores de Jundiaí, a demanda externa é cada vez maior. “Hoje cerca de 10% dos casos são de pessoas que sequer moram na região. Temos pacientes de Minas Gerais, Bahia e até do Pará. Eles pegam o endereço de alguém que mora aqui ou passam pelo pronto-socorro e não podemos negar o atendimento.”

Entre fevereiro e maio deste ano, 327 novos casos foram registrados no HSVP, o que exigiu a contratação de dois novos médicos-cirurgiões. “Não estávamos conseguindo cumprir a portaria do Ministério da Saúde, que nos obriga a iniciar o tratamento dos pacientes em até 60 dias. Agora, o tempo de espera é inferior ao determinado na lei”, acrescenta Izandro. O hospital conta hoje com 13 médicos que fazem cirurgias oncológicas.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/sao-vicente-tera-central-de-atendimento-contra-o-cancer/
Desenvolvido por CIJUN