Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Secretária de Saúde faz pesquisa sobre saúde bucal

| 15/05/2014 | 05:00
Com equipes técnicas nas ruas, a Secretaria Municipal de Saúde está promovendo em diversos bairros da cidade as visitas a moradores dentro do chamado “levantamento epidemiológico” da saúde bucal da população, com moradias sorteadas dentro de um critério de amostragem embasada no método usado pelos censos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“É um trabalho que vai ser realizado pelo menos até o mês de agosto, usando a divisão de setores censitários. Em alguns casos precisamos de cooperação, como no caso dos síndicos, para ouvir moradores de condomínios fechados ou edifícios. Para crianças e adolescentes, vamos iniciar um trabalho nas escolas”, explica a cirurgiã-dentista Evely Sartoti, que integra a coordenação da pesquisa e também atua na UBS Tulipas.

Uma das moradoras sorteadas nesta quarta-feira (14) foi Maria Helena Gotardi, do bairro Morada das Vinhas, que atendeu com simpatia a visita orientada pela agente comunitária de saúde Lílian Gama. “É bom saber que estão buscando melhorar os serviços”, disse a moradora, lembrando que recebe visitas constantes da agente comunitária, mesmo contando com um plano privado de saúde.

Para a dentista Andreia Pinto de Souza, ligada à UBS Corrupira e envolvida na pesquisa, os lugares que contam com os agentes são mais fáceis pelo contato direto já existente.

Levantamento
O trabalho é formado por um questionário, um termo de consentimento e um exame bucal, mas os dados são sigilosos. O plano prevê atingir 1.500 casas em quatro meses, além de 32 escolas. Preparado desde 2013, esse levantamento foi desenvolvido em uma parceria da Secretaria Municipal de Saúde com a Faculdade de Odontologia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), sediada em Piracicaba.

E envolveu ainda cursos de atualização para a equipe de dentistas e técnicos da área de saúde bucal. A maioria das visitas é agendada previamente, mesmo porque boa parte dos adultos que formam o público-alvo – ao lado de crianças, adolescentes e idosos – trabalham e precisam ser localizados em horários livres.

Em todos os casos em que for diagnosticado um problema mais grave ocorre o encaminhamento para realização de procedimentos clínicos. “É importante colaborar com algo que pode melhorar para nós todos”, comentou Ana Lúcia Pereira, outra moradora da cidade que recebeu visita do levantamento nesta quarta-feira (14).

O levantamento dividido em amostras de bairros, gêneros, faixas de renda e de idade será posteriormente traduzido em uma espécie de “retrato” do cenário atual do setor na cidade e do ajuste de prioridades de investimentos da Secretaria Municipal de Saúde.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/secretaria-de-saude-faz-pesquisa-sobre-saude-bucal/
Desenvolvido por CIJUN