Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Seguro empresarial ainda não é popular

| 05/06/2014 | 00:05

O seguro para comércios e empresas ainda não é comum como o seguro de automóveis. Muitos empresários apenas se atentam à opção quando têm prejuízos: roubos, incêndios ou pane elétrica. Em geral, a cobertura oferecida pelo seguro é ampla e tem preços atrativos, que variam segundo as características do comércio.

Dependendo das dimensões, o valor anual nem chega a R$ 1 mil. De acordo com a supervisora da área patrimonial da corretora Gebram Seguros, Rute Andrade Matias, diversos dados do comércio devem ser fornecidos à corretora no momento da cotação dos valores e da realização do seguro. No caso de lojas, ela explica, pode ser tão rápido quanto o de um automóvel.

Quando se trata de indústrias, contudo, o trâmite pode levar um tempo maior. “É comum comerciantes nos procurarem para fazer o seguro após ter algum problema”, conta. “Infelizmente, ainda há muitos comércios sem seguro, principalmente escritórios e consultórios médicos.”

Para fazer o seguro é preciso informar o valor do imóvel onde está o comércio, o do estoque dos produtos e o das instalações. “O seguro é baseado em taxas. E há franquia”, explica Rute. “Em relação ao preço do seguro de automóvel, é baixo”, informa a supervisora.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/seguro-empresarial-ainda-nao-e-popular/
Desenvolvido por CIJUN