Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Sem gasolina? Fila nos postos de combustível ainda persistem em Jundiaí

VINÍCIUS SCARTON | 02/06/2018 | 05:10

Mesmo com o fim da greve dos caminhoneiros, os jundiaienses ainda encontram certa dificuldade para retomar a rotina. Ainda há muitas pessoas formando filas para abastecer os veículos e também em encontrar produtos alimentícios em supermercados e feiras. É o caso das amigas Shirley Cruz, de 78 anos, e Luzia Rodrigues, de 75. Elas contam que costumam comprar frutas e verduras semanalmente, então não sofreram durante a greve, mas agora relatam dificuldades para repor o que foi consumido.

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

“Não consegui achar tudo o que queria e o jeito é ver se completo a compra no supermercado”, diz Luzia. “Tem muita coisa faltando, principalmente verduras. Além disso, os preços subiram muito. Tomara que tudo volte ao normal logo”, lamenta Shirley.

A feirante Sirlei de Souza revela que as feiras estão com déficit de barracas por conta da crise e que o movimento aumentou muito nos últimos dias. “Muita gente relatou dificuldades de comprar verduras e conseguiu achar hoje. A minha barraca esvaziou rápido, até por ser a única vendendo hoje (sexta-feira). Nos postos de combustível a fila diminuiu, mas ainda existe. Segundo o frentista Francisco Rodrigues, o estabelecimento recebeu 50 mil litros de gasolina nos últimos dias e, desde então, as filas caíram.

“Ainda tem muita gente atrás, por isso ainda forma fila, mas a tendência é ir normalizando com os dias, pois muita gente já está com tanque cheio”, acredita. O engenheiro Adavil Antonio Bicelli Junior, de 51 anos, conta que não entrou em desespero para abastecer o carro. “Trabalhei de casa e minha esposa também segurou o uso do carro. Agora que está menor consegui aproveitar”, diz.


Leia mais sobre | | | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/sem-gasolina-fila-nos-postos-de-combustivel-ainda-persistem-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN