Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Só na primeira semana de junho, 20 mortes confirmadas por covid-19

Da Redação | 05/06/2020 | 16:59

O mês de junho começou com altos índices de mortalidade no município. Só na primeira semana foram confirmadas 20 novas mortes por coronavírus em Jundiaí. No total, 86 falecimentos já são registrados.
Na tarde desta sexta (5), quatro novas vítimas foram incluídas a essa estatística. Foram três homens e uma mulher, sendo que o mais novo possuía 43 anos e o mais velho, 93 anos. Apenas dois possuíam comorbidades.

A cidade contabiliza ao todo 1420 casos confirmados, sendo que 1.077 já se recuperaram. Há ainda 109 casos suspeitos e 316 oficialmente descartados. O bairro com maior número de casos confirmados é o Jardim do Lago, com 95 enfermos. Em seguida estão os bairros Anhangabaú (80), Novo Horizonte (70), Vila Alvorada (65) e Maringá (65).

 

CASOS NO AUJ

Confira a seguir o número de casos nas demais cidades do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ):
Várzea Paulista: 173 positivos, 14 óbitos e 92 recuperados.
Itupeva: 81 confirmados, sete mortes, 59 recuperados.
Cabreúva: 89 positivos, quatro mortes, 50 recuperados.
Louveira: 82 confirmados, três mortes, 55 curados.
Campo Limpo Paulista: 88 positivos, 14 mortes, 21 recuperados.
Jarinu: 57 confirmados, oito óbitos, 40 recuperados.


NO ESTADO DE SÃO PAULO
O Estado de São Paulo registra nesta sexta-feira (4) 8.842 mortes e 134.565 casos confirmados pelo novo coronavírus. Entre as pessoas diagnosticadas com a covid-19, 24.616 foram internadas, curadas e tiveram alta hospitalar.

Dos 645 municípios do território paulista, houve pelo menos uma pessoa infectada em 549 cidades, sendo 283 com um ou mais óbitos. As taxas de ocupação dos leitos de UTI mantêm-se estáveis, com 80,5% na Grande São Paulo e 71% no Estado. O número de pacientes internados é de 12.231, sendo 7.700 em enfermaria e 4.531 em unidades de terapia intensiva.

Entre as vítimas fatais estão 5.110 homens e 3.732 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,2% das mortes. Observando faixas etárias, nota-se que a mortalidade tornou-se maior entre 70 e 79 anos (2.076), passando para a segunda posição a faixa de 60 a 69 anos (2.044) e 80 e 89 anos (1.747). Entre as demais faixas estão os: menores de 10 anos (15), 10 a 19 anos (24), 20 a 29 anos (69), 30 a 39 anos (328), 40 a 49 anos (654), 50 a 59 anos (1.280) e maiores de 90 anos (605).

Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (58,2% dos óbitos), diabetes mellitus (42,9%), doenças neurológica (11,1%) doença renal (10,5%), pneumopatia (9,2%). Outros fatores identificados são obesidade, imunodepressão, asma, doenças hematológica e hepática. Esses fatores de risco foram identificados em 7.128 pessoas que faleceram por covid-19 (80,6%).

PAÍS
No Brasil são registrados 630.708 casos positivos da doença. Além disso, 34.625 mortes foram provocadas pelo vírus desde o início da pandemia em escala nacional.

 


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/so-na-primeira-semana-de-junho-20-mortes-confirmadas-por-covid-19/
Desenvolvido por CIJUN