Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Técnica complementar traz reposição hormonal pelo yoga

ARIADNE GATTOLINI | 04/11/2018 | 06:03

Na revista do Corriere della Sera, em reportagem de duas páginas, encontrei Dinah Rodrigues, uma yogaterapeuta brasileira, consagrada na Europa por criar um método de reposição hormonal para homens e mulheres através do yoga. Ao pesquisar na internet, a surpresa, que somente os encontros encomendados têm. Dinah Rodrigues mora em Jundiaí e, aos 91 anos, é uma ativa professora, palestrante e divulgadora de seu método no Brasil e exterior.

Esta paulistana do Itaim formou-se em psicologia pela USP (Universidade de São Paulo), mas nunca exerceu a profissão, dedicando-se ao casamento até os 63 anos. “Queria fazer medicina, mas meu pai me dissuadiu. Me arrependi, sempre quis ajudar as pessoas”, afirma.

O yoga entrou em sua vida como prática, ainda no Clube Pinheiros. Logo depois, foi fazer formação na Escola Narayana, em São Paulo. Aos 63 anos, trocou de ginecologista por conta do convênio médico. “Foi minha sorte, me deparei com um jovem médico, da Escola Paulista de Medicina, que queria saber a fórmula para a minha vitalidade. Disse a ele que era praticante de yoga e decidi, então, criar meu método.” A disseminação da prática deu-se boca a boca. “As pessoas vinham fazer o curso, sentiam-se melhores e me indicavam.” Uma destas alunas mostrou os resultados da prática em Dusseldorf, na Alemanha, e Dinah viajou para ministrar cursos. Foi o início de uma carreira internacional, com passagens por diversos países europeus e até mesmo a Índia. Atualmente, Dinah reserva três meses do ano para sua agenda internacional.

Com três livros publicados, Yogaterapia Hormonal para Menopausa, Yogaterapia Hormonal para Diabete e Yogaterapia para Andropausa, Dinah já foi traduzida para 20 línguas. Toda a sua técnica é uma combinação de ásanas (posturas) com pranayamas (respiração). A terapeuta afirma que consegue elencar 20 sintomas causados pelo estrógeno (hormônio) baixo. “É importante frisar que a prática trabalha em nível glandular, por isso o rápido resultado. Em duas semanas, já se percebe a melhora.” Ela salienta ainda que é comum as mulheres engravidarem durante a prática.

Com tantos resultados de suas alunas, Dinah começou a ser procurada pelos maridos que também queriam se beneficiar da reposição hormonal. “As mulheres são faladeiras, não têm medo de dividir seus anseios e sintomas durante este período. Os homens são mais calados.” Ela afirma que as mulheres têm uma lenta perda hormonal. “Os homens sentem isso de forma contundente perto dos 60-70 anos.” A prática do yoga os tem ajudado também. “Saem saltitantes”, afirma. A única contraindicação é para mulheres que tiveram câncer de mama nos últimos dez anos. “Para elas, só ministro o curso com autorização médica.” A terapeuta lembra, ainda, que estudou fisiologia e seu método é baseado em ciência.

No site de Dinah (dinahrodrigues.com.br), é possível encontrar as datas de seus cursos para iniciantes, com duração de um final de semana. Em Jundiaí, há professores formados por ela, que dão aulas, mas ela enfatiza que sua prática é simples e que pode ser feita em casa, meia hora por dia. “Criei uma técnica de fácil memorização e de pouca duração, que deve ser utilizada diariamente, meia hora antes de ir para o trabalho”, comenta. Para a terapeuta, manter as taxas hormonais em dia significa vitalidade e alegria. “Nos sentimos pilhadas”, afirma, enquanto faz uma postura invertida, com a facilidade de uma garota de 20 anos, para o fotógrafo.

Foto: Rui Carlos

Foto: Rui Carlos


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/tecnica-complementar-traz-reposicao-hormonal-pelo-yoga/
Desenvolvido por CIJUN