Jundiaí

Torcida do Paulista espera soltar grito de ‘campeão’ depois de 8 anos


T_DSCF9424
Crédito: Reprodução/Internet
Após oito anos de espera, o torcedor do Paulista pode voltar a soltar o grito de campeão neste sábado (2), contra o Marília, na final da ‘Bezinha’, às 16 horas, no estádio Dr. Jayme Cintra. A última conquista do clube foi em 2011, quando venceu a Copa Paulista, diante do Comercial. A decisão foi em Ribeirão Preto, depois de o time ter vencido em Jundiaí por 2 a 0. Já diante de seu torcedor, a última conquista foi no ano anterior, também pela Copa Paulista, contra o Red Bull Brasil, com o gol do título marcado no último minuto (empate por 1 a 1) Na tarde deste sábado, o Galo recebe o Marília, precisando apenas empatar novamente (0 a 0, na ida), para conquistar o título. Mas todos no grupo estão concentrados. A expectativa é de, enfim, poder dar a volta olímpica ao final da partida, diante dos apaixonados pelo clube. “Não dá para entrar relaxado. Foco total pois sabemos da qualidade do Marília”, diz meio-campista Gabriel Terra. “É uma coisa que você trabalhou o ano inteiro. Dobro de atenção, concentração”, avisa o técnico Edson Fio. Um desfalque apenas Para o jogo desta tarde, o treinador do Galo terá apenas um desfalque. O zagueiro Joaquim cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. A princípio, no seu lugar deve entrar Mingotti, mas o técnico mantém o mistério. “Jogam os titulares, Só não vou falar o substituto do Joaquim. Tem um mistério e somente na hora do jogo a gente revela”, disse. Na partida, os atletas do Tricolor tem uma orientação: evitar ao máximo cometer faltas laterais e próximas a entrada da área. “O professor (Edson Fio) pede para correr para frente. Quando tiver com a bola, tirar a ação deles e evitar fazer faltas, porque a bola parada deles é forte”, disse o volante Demachi. “Esse tipo de jogada nos assustou no primeiro jogo. Temos de prestar atenção nas jogadas deles pelas beiradas, porque eles têm dois pontas bastante fortes”, comentou Gabriel Terra. O treinador do Tricolor espera que tudo termine em uma bela cena para o elenco do seu time. “Espero isso aqui lotado e a gente erguendo o troféu.” Só uma goleada Paulista e Marília se enfrentaram pela última vez no Jayme Cintra há dez anos. Em 21 de fevereiro de 2009 ocorreu o último confronto entre ambos em Jundiaí, ainda pela Série A1 do Paulistão. A partida terminou em goleada do Tricolor: 5 a 1. Os gols do Paulista na partida foram de Marcelo Xavier, Enílton, Léo Costa e Zé Carlos (duas vezes). Retrospecto positivo Apenas duas vezes nas últimas dez decisões da ‘Bezinha’ o time visitante no segundo jogo foi campeão: o Taboão da Serra em 2010, contra o Velo Clube, de Rio Claro, e mais recentemente, o Primavera, de Indaiatuba, no ano passado, diante do Comercial, de Ribeirão Preto. PAULISTA Matheus Lopes; Victor Emerson, João Paulo, Mingotti e Yan; Demarchi e Terra; Nenê, Matheus Morais e Jeferson; Edinan. Técnico: Edson Fio MARÍLIA Geílson; Mateus Mima, Raphael, Brunão e Lucas Praxedes; Hebert, Mykaell e Ícaro; Erik Bessa, Breno e Lucas Lima. Técnico: Ricardo Costa Onde: Estádio Jayme Cintra, sábado (2), às 16 horas Árbitro: Douglas Marques das Flores Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Evandro de Melo Lima Transmissão: Rádio Difusora 810 AM

Notícias relevantes: