Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Transporte Coletivo mantém monitoramento em Jundiaí

Da redação | 31/05/2020 | 13:44

Para o atendimento ao decreto estadual para  retomada consciente e segura de parte das atividades, a Prefeitura de Jundiaí decretou horários de funcionamento diferenciados para as atividades de forma a facilitar o transporte da população, bem como evitar as aglomerações em horários de pico. A Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT) mantém o monitoramento de todas as linhas de forma a atender a demanda e solucionar as necessidades identificadas.

“Os horários de demanda pelos novos serviços não coincidirão com os horários de pico da manhã e tarde. Esse foi um cuidado previsto juntamente com as outras indicações de regramentos sanitários pertinentes à retomada gradativa”, explica o gestor da UGMT, Silvestre Ribeiro. “As reavaliações são permanentes em todas as linhas para ajustes necessários”.

Desde o início da pandemia, com a redução no movimento da população, estão sendo realizadas adequações nos horários das linhas de forma a atender o fluxo. As análises foram feitas com as indicações para o atendimento das indústrias – que não paralisaram suas atividades, pela classificação como essenciais -, e, agora, terão o mesmo tratamento para atender a essa nova parcela de trabalhadores que deverá retornar às atividades a partir de segunda-feira (1).

Os comércios de rua retornarão o funcionamento de segunda a sábado, das 9h30 às 15h30. Já os shoppings funcionarão das 14h às 20h. Escritórios, imobiliárias e concessionárias retomam em horário de funcionamento normal.Todos os setores devem atender normas rígidas sanitárias, oferta de equipamentos de proteção individual para os colaboradores e álcool em gel 70% para colaboradores e clientes.

Outras medidas estabelecidas para cada setor devem ser consultadas pelo decreto 29.026 de 29 de maio de 2020.

 


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/transporte-coletivo-mantem-monitoramento-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN