Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Um novo horizonte com balé e futebol para centenas de crianças

THIAGO AVALLONE | 25/12/2019 | 05:00

O advogado e pastor de igreja evangélica, Valdinei de Oliveira, de 51 anos, buscava inspiração para desenvolver os talentos de moradores de comunidades até encontrar a ONG Um Novo Horizonte. As ações, que começaram com aulas de futebol de salão e balé, hoje conta ainda com reforço escolar, aconselhamento psicológico, projeto alimentar e outras iniciativas.

“Nos esforçamos para a realização de um sonho que visa dar oportunidade para os mais necessitados. A satisfação e alegria em ajudar o próximo é indescritível. Sabe, a vida é muito difícil para eles, mas eles têm uma forca impressionante. Tudo o que precisam é de uma direção e algo que tire um pouco do peso da vida que eles têm, precisam de oportunidades”, explicou.

O projeto surgiu no ano de 2016, quando Valdinei conheceu em uma missão evangélica no Jd. Novo Horizonte. O morador Flávio Andrade Alves ressalta o serviço prestado pela ONG. Graças ao projeto, seus três filhos Pedro, Carlos e Flávia têm acesso a duas merendas por dia e podem praticar exercícios tanto físicos como intelectuais. “Hoje Flávia pode fazer balé e Pedro e Carlos jogam futebol e todos têm o apoio dos professores com reforço escolar. Na ONG encontramos pessoas que nos ajudam com muito amor e carinho, é realmente uma bênção”, agradece Flávio.

Quando a ONG iniciou, Valdinei atendia 47 crianças, hoje o advogado se orgulha em dizer que são 48 crianças fazendo balé, 36 no futebol e 30 no reforço escolar.

“Hoje atendemos mais de 100 crianças, temos cerca de 60 voluntários que nos ajudam diariamente. É incrível ver a alegria no olhar de todos os pequenos. Desde 2017, as crianças do balé se apresentam no espaço da Cultura no mês de dezembro e é sempre maravilhoso”, conta o Pastor.

De acordo com Valdinei, o projeto conta com professores, cozinheiros, merendeiras, assistentes entre outros cargos, todos voluntários. Além de ter o apoio de alguns parceiros que possibilitam a realização das atividades.

“Sou muito grato a todos os voluntários, aos professores, tanto de balé, como de futebol e das aulas de reforço escolar. Contamos com o apoio dos moradores, dos pais, dos amigos, da Solpi, que é uma empresa de instalações industriais. Todos ajudam um pouco e acreditamos que assim podemos dar um futuro melhor para essas crianças”, afirma.

Para o próximo ano, ele pretende expandir o projeto. “Gostaria muito de ter recursos para ampliar o atendimento. Hoje, atingimos cerca de 120 crianças, em 2020 pretendemos atingir até 300.”


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/um-novo-horizonte-com-bale-e-futebol-para-centenas-de-criancas/
Desenvolvido por CIJUN