Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Uma nova era para lojas físicas pós-pandemia

MÁRCIA MAZZEI | 31/05/2020 | 11:00

Com a pandemia do novo coronavírus a moda precisou se reformular e criar uma nova roupagem. E isto acontece no mundo inteiro. Nos Estados Unidos, por exemplo, onde aproximadamente 20 estados flexibilizaram o isolamento social, as novas medidas de segurança incluem uso de máscara, checagem de temperatura dos funcionários, marcação de distância entre os clientes que circulam nas lojas e posicionamento em filas.

Por aqui a situação não é diferente. Mesmo com o isolamento social em vigor, a proprietária de uma loja de moda casual, Sandra Torres Vieira, admite seguir à risca todas as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde. “Estamos solicitando o álcool em gel e recomendando o distanciamento entre as pessoas. E, claro, estamos atendendo com número reduzido de clientes para evitar aglomeração”, pontua.

Já Vanessa Valentini, proprietária de uma store especializada em roupas femininas, apostou nas redes sociais e vendas on-line durante o confinamento. “Minha loja está fechada desde 19 de março, um dia antes do decreto municipal determinando o fechamento do comércio. Estimulei minhas clientes de Jundiaí e Região a comprar on-line, oferecendo entrega grátis neste período”, diz.

Para Vanessa esta nova era pós-pandemia pode reforçar as vendas que já apresentavam crescimento, mas faz uma ressalva. “Com todas as regras restritivas para compras presenciais em grandes centros, acredito que as lojas físicas, localizadas nos bairros, podem se beneficiar por prestar um atendimento mais personalizado e sem risco de aglomeração”.

O FUTURO
Enquanto os lojistas se preparam para receber seus clientes, o consumidor, por sua vez também parece cauteloso. Uma pesquisa realizada pela empresa First Insight indica que 65% das clientes que residem nos EUA ainda não se sentem seguros para experimentar roupas nos provadores das lojas. Por aqui algumas lojistas se preparam para o que chamam de “novo normal” e, mesmo quando flexibilizarem o isolamento social, algumas medidas serão adotadas.

Vanessa pretende disponibilizar álcool em gel em alguns pontos da loja e fornecer máscaras como brinde em algumas situações. O atendimento será realizado de máscara, sendo uma cliente por vez e mantendo o distanciamento de segurança adequado. “A loja será higienizada entre os atendimentos, além disso, espalhei algumas frases de otimismo e informações sobre cuidados de prevenção pela loja.”

Já Sandra aposta nos cuidados de higiene, como uso da máscara, álcool em gel e distanciamento social. “Acredito que essa é uma qualidade que mesmo com todas estas normas de critérios que precisamos seguir, faz a diferença. A nossa cliente precisa se sentir acolhida, apesar de uma nova era de consumo”, conclui.

OLHAR DA INFLUENCER
Para a lifestyle Marcela Vital, o papel da consultora de compras e marcas sempre foi levar informações e conteúdos relevantes aos seguidores. No cenário atual, as pessoas estão mais sensíveis e instáveis e, por conta disso, a elaboração dos conteúdos pede mais cautela. “Tenho compartilhado ideias que possam aliviar o momento, sugestões de autocuidado, lugares que atendam às necessidades atuais como alimentação e saúde”, diz.

Ela acredita em mais mudanças. A moda que sempre foi uma das protagonistas do seu Instagram também está sendo reinventada. “Defendo o consumo consciente e sustentável, que está ganhando um espaço muito interessante. Criei o Bazar Sustentável Marcela Vital e estou me surpreendendo com os resultados”.

Quem segue Marcela, e aqui estamos falando em mais de 40 mil seguidores, deve ter notado mudanças no conteúdo de suas postagens. Desde a segunda semana da implantação do isolamento social, clientes que já trabalhavam com e-commerce começaram a desenvolver conteúdos caseiros. “Outras clientes estão se lançando em plataformas digitais e seguirão no mesmo formato, fazendo suas divulgações a distância. São movimentos de trabalho à distância que funcionam bem para muitos clientes, mesmo diminuindo custos”, revela.

Outras mudanças que a pandemia acabou trazendo para o mundo da moda foram as campanhas de novas coleções feitas pelas próprias modelos em suas casas, ou seja, a divulgação voltada a esse universo virtual vem numa crescente. A busca de clientes por um espaço aqui vem aumentando.

Para a consultora de moda, a forma de consumir mudou definitivamente. Trata de um caminho sem volta. Quem não havia buscado a experiência de consumos on-line agora foi obrigado a conhecer. “Agora ficou evidente que quem estava fora do on-line sentiu muito mais a crise. Iniciar agora no universo digital não é tarefa fácil, mas necessária.”

Marcela conclui lembrando que a pandemia deixa como herança a comodidade identificada pelas pessoas neste período, com experiências de compras on-line, que com certeza mudou o cenário do consumo mesmo depois que o comércio volte a funcionar normalmente.

SIGA NAS REDES
@marcelavital; @kasual_modas, @valentinistorebr

 


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/uma-nova-era-para-lojas-fisicas-pos-pandemia/
Desenvolvido por CIJUN