Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Venda de uva deve passar de 100 toneladas

SIMONE DE OLIVEIRA | 06/01/2019 | 05:30

Entre os dias 17 de janeiro e 3 de fevereiro, sempre aos finais de semana, será realizada a ‘36ª Festa da Uva e a 7ª Expo Vinhos’, com o tema ‘Dos Campos à mesa da família, desfrute o encanto da uva Niágara’. O evento é promovido pela Prefeitura de Jundiaí em parceria com a Associação Agrícola de Jundiaí.

Tendo destaque para a venda e exposição da uva Niágara, os produtores rurais participantes esperam superar a marca de 100 toneladas de uva vendidas o ano passado. É o caso do produtor do Caxambu, João Bardi. Aos 70 anos, o produtor conta que a Niágara sempre foi o carro-chefe na propriedade da família e a festa ajuda na promoção do fruto. Mesmo com o mercado desfavorável em alguns aspectos, principalmente preço aos produtores, a fruta será saborosa e barata ao consumidor. “A gente trabalha muito para oferecer um produto sempre de boa qualidade, faça chuva ou sol. Mesmo assim nem sempre conseguimos um bom preço no fruto, mas como dizia meu pai ‘pode ser pouco, mas ninguém passa fome”, comenta Bardi ao mencionar que a família nunca parou de plantar uva.

Ele espera que o visitante prestigie o trabalho de todos. “Com certeza quem visitar a festa terá um fruto fresco e barato”, acredita.

O produtor do Traviú, Márcio Tancredi, de 48 anos, se dedica totalmente à produção de uva em seu sítio. Com a safra boa e excedente, resolveu migrar para o vinho e tem recebido elogios dos visitantes que vão até sua propriedade durante a Festa da Uva.

“Somos eu, minha mulher e minha filha trabalhando aqui, então para que não ficássemos divididos entre o Parque da Uva e nossa propriedade, resolvemos participar do turismo rural, assim o visitante conhece a plantação e a adega.”

E é na adega que tem saído cerca de 12 tipos de vinho de fabricação própria. Do seco ao tinto, não faltam opções e a cada ano procura fazer algumas experiências para aumentar a variedade. “No ano passado recebemos cerca de 8 ônibus por dia e acredito que este ano será bem melhor.

As pessoas têm curiosidade em conhecer um pé de uva e saber como se fabrica o vinho.”

Expectativa alta

De acordo com o gestor da Unidade de Agronegócio, Abastecimento e Turismo, Eduardo José da Silveira Alvarez, esta edição da Festa da Uva será mais uma com foco no produtor rural, ou seja, na valorização do trabalho do agricultor e de sua produção.

Serão nove bairros participando do encontro, entre eles, Poste, Bom Jardim, Corrupira, Traviú, Vera Cruz, Toca, Engordadouro, Caxambu e Roseira, totalizando cerca de 100 produtores.

O gestor espera que as 100 toneladas de uva vendidas o ano passado sejam superadas. “Com certeza será um evento grandioso porque no ano passado cerca de 170 mil pessoas visitaram a festa durante o período, mesmo com aquelas notícias ruins de febre amarela as vendas foram excelentes. Agora este ano não temos nenhum fator que possa inibir a visita”, acredita o gestor.

Como os produtores estão no pico da safra e se preparam para o evento, haverá fruta de boa qualidade, segundo os organizadores. “O foco é valorizar o produtor, por isso este modelo de festa, onde há apenas produtores da cidade, faz com que haja interesse na participação do proprietário local”, diz o gestor.

O presidente da Associação Agrícola de Jundiaí, Renê Tomasetto, ressalta que a uva deve ser sempre a rainha do evento e a qualidade do fruto e os preços estarão convidativos. “A uva é de qualidade tanto a de mesa quanto para a produção de vinho, por isso teremos bons produtos a oferecer ao visitante que chega de toda a Região e até de outros Estados”, comenta Tomasetto ao mencionar as excursões.

SERVIÇO

Abertura dia 17(quinta-feira), às 18h. Às sextas-feiras, das 18h às 22h; sábados, das 10h às 22h; domingo, das 10h às 20h. A entrada é gratuita, mas a ação solidária sugere a doação de um quilo de alimento não-perecível que será doado ao Fundo Social de Solidariedade.

Tancredi se especializou na produção de vinho

Tancredi se especializou na produção de vinho

No sítio de João Bardi todos já se preparam para colheita da rainha Niágara (Foto: Rui Carlos)

No sítio de João Bardi todos já se preparam para colheita da rainha Niágara (Foto: Rui Carlos)

 

 


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/venda-de-uva-deve-passar-de-100-toneladas/
Desenvolvido por CIJUN