Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Vendas no varejo de Jundiaí têm alta de 5,6%

MARIANA CHECONI | 11/09/2019 | 05:00

As vendas do comércio varejista em Jundiaí atingiram R$ 3,38 bilhões em junho de 2019, alta de 5,6% em relação ao mesmo período do ano passado. No acumulado do ano, junho 2018 a junho de 2019, o aumento foi de 2,8%.

Das atividades pesquisadas do varejo, obtiveram alta em seu faturamento real em junho os setores de supermercados, eletrodoméstico e eletrônicos; lojas de vestuário, tecidos e calçados; concessionárias de veículos; materiais de construção e farmácias e perfumarias.

Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV) com informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP) e cálculos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), em parceria com o Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região (Sincomercio).

Na avaliação de Edison Maltoni, presidente do Sincomercio, o índice positivo é uma demonstração dos estímulos do governo para impulsionar a economia. “A redução de juros, criação de empregos formais, melhorias nas variáveis que determinam o consumo das famílias, tais como inflação estável e tomada de crédito também reforçam o cenário de recuperação da economia”, afirma.

No Estado
No Estado de São Paulo, as vendas em junho atingiram R$ 58,1 bilhões, alta de 4,9% em relação ao mesmo período do ano passado, R$ 2,7 milhões a mais do que em 2018. Foi a maior cifra para o mês desde o começo da série histórica, em 2008.

Nos últimos 12 meses, a elevação foi de 5,1%. No acumulado dos primeiros seis meses do ano, o aumento foi de 5,4%, o que representa um montante de R$ 18 bilhões a mais do que o obtido no primeiro semestre de 2018.

Das nove atividades pesquisadas no varejo, oito tiveram alta em seu faturamento real no mês de junho, com destaque para os setores de farmácias e perfumarias (11,5%) e supermercados (5,4%). Por outro lado, diferente dos resultados obtidos na pesquisa feita em Jundiaí, em todo o estado, o segmento de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamento teve um recuo de 7,5%.

Panetones já podem ser encontrados nos supermercados

O aumento no lucro do varejo já reflete nas vendas para o fim do ano. Basta entrar nos supermercados da cidade para ver que uma grande variedade de panetones já estão espalhados pelas prateleiras, mesmo faltando pouco mais de três meses para o Natal.

Eduardo Rosa, gerente de uma rede de supermercados de Jundiaí, afirma que a rede recebeu os primeiros lotes de panetones essa semana. “Os clientes acham que está cedo, mas geralmente começamos a receber os produtos na última semana de agosto. Esse ano veio com uma semana de atraso”, conta. Eduardo confirma que os clientes já começaram a comprar o produto. “Nós temos nossa marca própria durante todo o ano. Porém as marcas maiores dão uma emoção diferente, pois quando elas chegam às prateleiras é sinal de que o ano está no fim. Os clientes sentem aquele clima festivo da chegada de um novo ano”, afirma.

“Acredito que as vendas serão melhores que no ano passado. A economia está melhor, a inflação é baixa e o preço do panetone continua o mesmo. Além disso, logo surgem as promoções que atraem ainda mais o consumidor”, afirma o gerente.

Estratégia
A venda antecipada de panetones pode ser considerada uma estratégia de marketing. De acordo com o publicitário Gabriel Parra, o objetivo das vendas começarem com meses de antecedência é impactar o consumidor. “Já percebemos que antes da data comemorativa se aproximar, o preço é mais atrativo, como o Natal, por exemplo. O panetone é mais barato antes, pois seria como uma preparação até a data. Quanto mais próximo, maior o preço. Quando a data passa, o preço cai novamente para zerar os estoques”, explica.

Gabriel conta que estratégias de marketing como esta são pensadas para alcançar o lado emocional e afetivo do cliente. “A época do ano é pensada propositalmente. Estamos nos aproximando do fim do ano e essa é uma maneira de fazer com que o consumidor já entre nesse espírito de festas e comece a comprar os produtos para que de certa forma, lembre do mesmo período do ano anterior e cesse a saudade desses produtos”, afirma


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/vendas-no-varejo-de-jundiai-tem-alta-de-56/
Desenvolvido por CIJUN