Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Voos internacionais e hotelaria, na expansão

Ariadne Gattolini | 09/12/2018 | 05:00

O Consório VoaSP, que assumiu a concessão do aeroporto Comandante Rolim Amaro, de Jundiaí, anunciou um projeto grandioso para o local, com investimentos que incluem instrumentalização para voos 24 horas, liberação para viagens internacionais on demand e até mesmo a construção de um complexo hoteleiro em área de 50 mil m2.

Segundo o presidente do VoaSP, Marcel Moure, Jundiaí passou a ter função estratégica para a operacionalização do consórcio, que administra ainda mais quatro aeroportos regionais no estado de São Paulo. Além da mudança da sede física para Jundiaí e a decisão de investimentos no local, a estratégia prevê a médio prazo a operação de outros aeroportos através de torre remota, a partir da sede. Estes investimentos, a longo prazo, estão previstos em operação de crédito junto ao BNDES e Desenvolve SP.

A primeira obra, já aprovada, será de pavimentação da pista, com nova sinalização, além de melhoria no terminal de passageiro, que contará com tecnologia sustentável e uso de painéis solares. “Nosso primeiro investimento será em segurança, com obras estruturais e a criação de um sistema de câmeras de vigilância em todo o espaço”.

Em seguida, começa o planejamento para os voos internacionais, para países da América Latina, em um mercado de aviação comercial que pode finalizar o ano com expansão de até 10%. “Apostamos na regionalização do mercado brasileiro. A aviação regional vai crescer e precisamos ter nossos aeroportos remodelados para receber esses consumidores.”

Estratégia

Além da reforma no terminal de passageiros, a instrumentalização para voos noturnos, a estratégia de expansão passa ainda pela construção de hotéis no entorno do aeroporto, lojas e a criação de uma integração entre o aeroporto e terminais de passageiros rodoviários.

A expansão da pista não está descartada, saindo de 1,4 mil metros atuais para 1,6 mil metros. Os projetos foram apresentados para a Prefeitura de Jundiaí, que se colocou à disposição para desburocratizar a análise de obras e o estudo, em conjunto, da criação de uma escola profissionalizante para a aviação civil.

Marcel Moure, presidente do VoaSP, em reunião na Prefeitura de Jundiaí (Foto: Divulgação)

Marcel Moure, presidente do VoaSP, em reunião na Prefeitura de Jundiaí (Foto: Divulgação)

 

 

 

 


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/voos-internacionais-e-hotelaria-na-expansao/
Desenvolvido por CIJUN