Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Primeira onda de frio derruba as temperaturas e causa chuva em SP

FOLHAPRESS | 04/07/2019 | 14:44

A primeira onda de frio neste inverno, estação que começou no dia 21 de junho, chegou na madrugada desta quinta-feira (4) na capital paulista.

A frente fria derrubou as temperaturas e provocou chuva, que deve perdurar por toda esta quinta. O aguaceiro foi um empecilho no caminho do paulistano ao trabalho nas primeiras horas do dia.
Por volta das 6h desta quinta, foram registrados 28 pontos de alagamentos em todas as regiões da cidade de São Paulo. Três horas depois, às 9h, o número de alagamentos chegava a oito, segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergência), órgão da prefeitura.

A chuva se intensificou às 10h20 e colocou as regiões norte, sul, leste, oeste, sudeste, além de áreas da marginais Tietê e Pinheiros, em estado de atenção para alagamentos.
A chuva quebrou uma sequência de 28 dias de tempo seco e baixa umidade na capital -não chovia desde o dia 5 de junho, segundo o CGE.

Segundo dados parciais da prefeitura, até as 10h42 havia chovido 27,7 milímetros, e a média para o mês de julho é de 43,5 mm. Freguesia do Ó, Jabaquara, Santo Amaro, Butantã e Pinheiros registraram os maiores volumes de chuva na manhã desta quinta.

A madrugada atingiu temperatura mínima de 15º C, mas esse índice pode cair um pouco mais à noite, quando são esperados 13º C. O tempo fechado e chuvoso deve inibir a elevação da temperatura ao longo do dia.

A máxima não deve superar os 21ºC, e a umidade estará acima dos 55%.
Segundo os meteorologistas consultados pela reportagem, as temperaturas continuarão baixas nos próximos dias, inclusive há previsão de recorde de temperatura mínima na cidade de São Paulo no final de semana.

A menor temperatura prevista na cidade deve atingir a casa de 6ºC no sábado (6). Em bairros mais afastados, o índice previsto deve ser ainda menor.
A temperatura mínima mais baixa deste ano ocorreu no dia 9 de junho, quando a cidade marcou 9,4ºC de média, enquanto em Engenheiro Marsilac (zona sul), o índice foi ainda menor, com 3,5ºC, afirma o CGE.

A chuva continua nesta sexta-feira (5) desde a madrugada até o fim da tarde. A temperatura mínima começa em 11ºC e a máxima, em 15ºC. No sábado, além dos 6º C previstos, a maior temperatura do dia não deve passar dos 15ºC.

“A sensação de frio será potencializada em função do ar frio polar e dos ventos que sopram do quadrante sul/sudeste. O sábado vai terminar sem previsão de chuvas”, diz o CGE.

FRIO PELO PAÍS
A massa de ar polar também derrubou as temperaturas nas regiões Sul e Centro-Oeste nesta quinta, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), órgão responsável por monitorar as condições climáticas do país.

Temperaturas abaixo de 0 graus Celsius foram registradas nas áreas de serra e planalto do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Nos três estados, a previsão é que os termômetros alcancem -5 ºC entre a manhã desta quinta e o domingo (7).

O frio mais intenso também deve atingir áreas de Minas Gerais e Mato Grosso do Sul no final de semana. As mínimas previstas para as primeiras horas do dia são de 5 °C.

Na região Sul, o pico de frio deve ocorrer até sábado. Nas outras regiões, as temperaturas mais baixas serão no final de semana, com aumento gradual a partir da próxima segunda-feira (8).

SÃO PAULO, SP, 04.07.2019: CLIMA-CHUVA-AV-PAULISTA-SP – Pedestres se protegem do frio e da chuva na avenida Paulista, região central de São Paulo na manhã desta quinta-feira, 04. Capital amanheceu com chuva e será assim ao longo de toda esta quinta-feira (04). O tempo fechado impede que as temperaturas subam e a máxima hoje fica em torno dos 21°C, com taxas de umidade do ar acima dos 55%. (Foto: Fábio Vieira/FotoRua/Folhapress)


Leia mais sobre |
FOLHAPRESS
Link original: https://www.jj.com.br/meio-ambiente/primeira-onda-de-frio-derruba-as-temperaturas-e-causa-chuva-em-sp/
Desenvolvido por CIJUN