Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Metade do pavimento das rodovias brasileiras tem deficiências

| 21/10/2014 | 09:46

A Confederação Nacional do Transporte divulgou balanço das rodovias brasileiras, realizado entre 19 de maio e 17 de junho. Praticamente a metade (49,9%) do pavimento apresenta algum tipo de deficiência, classificado como regular, ruim ou péssimo, por apresentar buracos, trincas, afundamentos, ondulações, entre outros problemas.

Em relação à superfície do pavimento, 44,7% da extensão pesquisada está desgastada. Esta 18ª edição avaliou 98.475 km, que correspondem a toda a malha federal pavimentada e aos principais trechos estaduais. Houve um acréscimo de 1.761 km (1,8%) em relação a 2013.

Nesse último ano, aumentou o número de pontos críticos, passando de 250 (em 2013) para 289 (em 2014). Quedas de barreira, pontes caídas, erosões na pista e buracos grandes são considerados pontos críticos. Em 2013, morreram 8.551 pessoas em cerca de 186 mil acidentes nas rodovias federais do país.

Recursos insuficientes – A Pesquisa CNT de Rodovias 2014 também apontou problemas na sinalização e na geometria das vias. Ao se considerar que 87,1% dos trechos são formados por pistas simples de mão dupla, torna-se ainda mais grave a constatação de que 39,9% não têm acostamento.

E, em 49,7% da extensão com curvas perigosas, não há placas de advertência nem defensas completas. Em 57,4% dos trechos, foi encontrado algum tipo de problema na sinalização, sendo que em 26,4% não há placas de limite de velocidade e em 47,6% a pintura da faixa central está desgastada ou é inexistente.


Link original: https://www.jj.com.br/motor/metade-do-pavimento-das-rodovias-brasileiras-tem-deficiencias/

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido por CIJUN