Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Renovado e moderno, Honda Fit quer ser o melhor do segmento

| 11/05/2014 | 19:03

Maior, mais moderno e econômico, o Honda Fit chega em sua terceira geração e qer revolucionar o seu segmento no Brasil.  O carro está quase dez centímetros mais longo e passa a ser comercializado em quatro versões, todas com motor 1.5 e preço inicial de R$ 49,9 mil.

Em sua terceira geração, o novo Fit deve revolucionar o seu segmento no Brasil. Completamente redesenhado, o modelo tem atributos que agradam ao público mais exigente, como combinação de estilo e desempenho, aliados a uma alta tecnologia. O modelo será comercializado em quatro versões, todas com motor 1.5L i-VTec FlexOne.

As duas de entrada (DX e LX) contam com a transmissão manual de cinco velocidades e a nova CVT (Continuously Variable Transmission) geração Earth Dreams, enquanto as top de linha (EX e EXL) dispõem exclusivamente da transmissão CVT. Sob o capô do monovolume também há novidades. Toda a linha conta agora com o motor 1.5L i-VTEC FlexOne, equipado com o controle eletrônico variável de sincronização e abertura de válvulas.

A tecnologia, criada pioneiramente pela Honda, varia o tempo e a profundidade de abertura das válvulas para máxima eficiência em diferentes regimes de rotação. Assim, oferece excelente desempenho com o máximo de economia de combustível. O motor gera 116 cv de potência a 6.000 rpm e torque de 15,3 kgfm a 4.800 rpm quando o combustível escolhido for o etanol.

Foi otimizado com o aumento da taxa de compressão, comando de válvulas redesenhado e atrito e peso reduzidos, o que aumenta o torque em baixas rotações e proporciona uma melhor dirigibilidade, aceleração e redução de consumo de combustível. O sistema de injeção de combustível multiponto programada PGM-FI (Programmed Fuel Injection) foi mantido, em conjunto com o módulo de controle do motor ECM (Engine Control Module) que, conectado a sensores que monitoram diversas condições do veículo, atua separadamente em cada injetor, de acordo com a necessidade de combustível do motor.

Além de promover maior economia de combustível e máxima potência quando necessário, o sistema também traz mais durabilidade ao conjunto. Um grande destaque está na adoção da avançada tecnologia que dispensa o subtanque de partida a frio, agora também disponível no Fit 2015, seguindo o conceito Honda FlexOne, que entra em ação depois do acionamento do controle que destrava as portas.


Link original: https://www.jj.com.br/motor/renovado-e-moderno-honda-fit-quer-ser-o-melhor-do-segmento/
Desenvolvido por CIJUN