Opinião

O errado é errado e o certo é certo

Não consigo ver esperança se continuarmos negociando o certo pelo errado


DIVULGAÇÃO
PASTOR DANIEL
Crédito: DIVULGAÇÃO

Nestes últimos 20 anos temos presenciado um período de total inversão de valores. É impressionante como a humanidade tem jogado no lixo, por conta da "evolução", milhares de anos de tradições e valores que sempre deram certo e nos trouxeram até aqui.

Valores familiares, valores éticos e morais que hoje nada representam dentro de uma cultura de "tudo posso" e "sou dono (a) do meu nariz".

Não sou tão velho assim, tenho quarenta anos, mas ainda sou de uma época onde o errado era errado e o certo era certo. As pessoas honravam a sua palavra e tinham prazer em serem dignas de confiança umas das outras. Os filhos obedeciam aos pais sem questionamentos por entenderem que eles eram mais sábios, experientes e maduros.

Quem tinha o nome sujo na praça, tinha vergonha e, quem devia para alguém, se sentia na obrigação de pagar antes de qualquer coisa.

Mas, hoje vivemos em dias em que o errado é o certo, nos quais os padrões são os que eu estabeleço e não importa se são éticos ou não. O que importa é que me agradem, o que importa é que eu seja feliz e dane-se o outro.

O pensamento egoísta e egocêntrico tomou conta das pessoas, as redes sociais se tornaram a janela da Fifi que passa o dia a vigiar o movimento da rua para poder falar dos outros.

Li no dia 07 de janeiro no portal R7, um artigo muito bem escrito pela jornalista Patricia Lages, cujo título era "Bandidolatria em Alta". Foi revigorante ver que ainda existem pessoas que pensam como eu.

De fato, como sociedade de modo geral, temos torcido para o mocinho se dar mal e o bandido sair de bonzinho, afinal. Justificar roubo, furto e outros crimes por conta de circunstâncias difíceis e ter pena ou achar fofinho um bilhete deixado, ou ainda, se emocionar com o ladrão que brinca com o cachorro da casa roubada é trocar o certo pelo errado.

Isso nunca acaba bem, sempre que essa troca de valor é feita, problemas acontecem. Na Bíblia temos reis que perderam o trono, homens que condenaram a sua própria casa a morte, mulheres que deixaram a sua honra por conta de trocar o certo pelo errado.

Não consigo olhar para o futuro com esperança se continuarmos negociando o certo pelo errado, o bom pelo vil, o sagrado pelo profano. Nossas melhores escolhas e os melhores frutos sempre virão daquilo que é certo.

Uma das grandes verdades bíblicas é que colhemos da mesma qualidade da semente que plantamos, portanto semeie o que é correto/certo e é disto que você colherá.

Pastor DANIEL ANTONIO é teólogo, administrador e publicitário, MBA Coaching e Mentoring, MBA em Gestão de Negócios, palestrante do Jesus Coaching e do canal Falando sobre Deus


Notícias relevantes: