Opinião

Teoria da Complexidade

Seria a covid um freio para a humanidade?


divulgação
COLUNISTA LICIANA ROSSI
Crédito: divulgação

Como é complexa a definição de complexidade, pois compreende um amplo conhecimento onde o foco principal é o estudo dos sistemas dinâmicos não-lineares, cujo comportamento imprevisível atravessa disciplinas tradicionais e contraria o mecanicismo clássico de teorias como as de Descartes e Newton. Resumindo: uma coisa influencia a outra aqui no nosso universo.

Assim, a Teoria da Complexidade aprofunda questionamentos sobre todas as formas de pensamento, como o unilateral, o dogmático, o quantitativo. Abrir a mente e quebrar paradigmas, desvendando horizontes, não é assim tão simples. Há uma certa resistência natural em não mudar nada, em não pensar em coisas complicadas, mas é chegado o momento de escancararmos nossas mentes para mudarmos algo, ou senão morreremos todos. É só olhar a sua volta e sentir algo no ar que nos alerta que algo não está certo, que algo aconteceu em nosso planeta tirando a nossa saúde e muitos estão morrendo. Estamos regredindo, temos que refletir sobre o que não está certo. E não consigo parar de pensar no que fizemos com a Natureza. Ela adoeceu primeiro, nosso planeta adoeceu e agora muitos de nós estamos adoecendo também.

Quando eu compreendo que o todo é a soma de suas partes, como uma equipe é o somatório das pessoas que a compõe, pense no nosso planeta. Somos parte dele. Se uma árvore é também atmosfera e hidrosfera, pois sem ambos a árvore não vive, ela é a luz do sol, é também a bactéria, o inseto que a poliniza, a saúde do seu solo e a energia que a rodeia, além de muito mais. Além de biologia, a árvore é química, física, matemática, geografia, energia, etc. Nós também somos assim, como tudo em nosso planeta.

Transferindo este pensamento para o corpo humano, onde todos os sistemas estão interligados a ponto de um influenciar diretamente os outros, como uma grande rede de comunicação que se regula por meio de informações que são transmitidas entre estes muitos sistemas e reguladas por um chefão, o nosso cérebro, com ajuda de todos estes sistemas, onde não há um mais importante que o outro, é uma ajuda mútua e equilibrada em prol da vida.

Este sistema complexo que é o corpo humano não é dotado de respostas através de uma visão linear, não é previsível, assim como a natureza. Somos a natureza. Ao abrirmos nossa mente e ampliarmos aquela antiga visão linear de ver a vida, percebemos que teorias antigas já não fazem sentido, há muitas outras muito interessantes que explicam as leis de maneira universal.

O corpo humano é uma entidade dinâmica que interage e responde ao ambiente em que vive, as emoções que experiencia, aos pensamentos, energias, que é imprevisível e não têm limites. Isso já é ciência e é teoria da complexidade, já que nos adaptamos o tempo todo para encontrarmos o equilíbrio e economizarmos energia. Sabe para quê? Para sobreviver.

Gosto muito de um cientista chamado Antônio Nobre, propagador da maravilhosa Teoria de Gaia, que afirma que o planeta está enfermo e que é preciso rejardiná-lo. A maneira amorosa que ele fala da terra, compreendendo as energias da natureza, incluindo espiritualidade, honrando a sabedoria dos índios, da importância da água em nosso planeta, mas falando de ciência. É a aplicação da teoria da complexidade com bom senso, experiência e vivência.

Olhar para o Universo e suas possibilidades, entender que somos parte da natureza e que há uma forma de inteligência superior (entendam como quiserem, sem cunho religioso, por favor), já um caminho para quebrar paradigmas que, a partir de agora, farão toda a diferença em nossa luta pela sobrevivência.

Se o planeta está doente, como somos parte dele, faz sentido estarmos adoecendo também, entendem a interação dessa complexidade? A Teoria de Gaia, de Antônio Nobre, foi reconhecida como uma das Teorias mais importantes da história, pois olhou para o Planeta Terra como um ser vivo e disse: "A vida na Terra é responsável pela regulação planetária".

Estamos destruindo nosso planeta a tempos e já sentimos o efeito dessa atrocidade em nosso meio ambiente e na nossa saúde. Seria a covid um freio para a humanidade?

LICIANA ROSSI é educadora física; pós-graduada em treinamento físico pela Unicamp e ginástica corretiva pela FMU-SP; exercícios corretivos pela Academia Nacional de Medicina Esportiva - NASM/USA; CHEK Practitioner nível 2 e Holistic Life Style Coach/CHEK


Notícias relevantes: