Opinião

Hidratação em tempos de máscara - 2

Não duraríamos mais do que três ou quatro dias sem água


divulgação
COLUNISTA LICIANA ROSSI
Crédito: divulgação

O uso das máscaras de proteção tem sido crucial na luta contra o vírus, confiamos tanto nelas que temos medo de tirá-las, mesmo que rapidamente, já repararam? O problema é que estamos deixando de lado uma questão importantíssima de saúde: beber água. Lembrando que o simples fato de estar hidratadojá pode salvar muitas vidas. Então peguem um copo d´água e venham comigo nesta reflexão sobre hidratação em tempos de pandemia.

É natural que estejamos bebendo menos água, afinal, há algo obstruindo nossas bocas. Quando devidamente hidratados, ajudamos os nossos corpos a funcionarem bem, afinal, são compostos por aproximadamente 70% de água e essa água interna, nossos fluidos, facilitam funções como digestão, absorção e transporte dos nutrientes, formação de saliva, manutenção da temperatura, deslizamento dos tecidos, reações químicas, dentre muitas outras funções.

O que vocês acham que é mais essencial à sobrevivência: comida ou água? Embora tenhamos a tendência de concentrarmos muito de nosso tempo e energia na comida, saibam que a água é que é essencial. Na verdade, podemos ficar até 3 semanas sem comer, mas não duraríamos mais do que 3 ou 4 dias sem água. "A hidratação é necessária para a sobrevivência", explica Ronald A. Navarro, chefe coordenador de cirurgia ortopédica da Kaiser, na Califórnia. "As células do nosso corpo contêm e estão rodeadas por água. Quando estamos desidratados, essas células são menos permeáveis, tendo problemas para absorver nutrientes e remover resíduos".

A falta da água pode, por exemplo, levar o nosso organismo a infecções, como da garganta, pois ao ingerirmos menos água, a mucosa da cavidade oral tende a ressecar, o que a irrita, provocando a tosse, inflamações e por aí vai. Agora me contem, vale a pena ficarmos desidratados a este ponto? Teríamos que ficar 14 dias de quarentena se tivermos uma dor de garganta e não fizermos o exame para covid. Sendo que é mais fácil nos organizarmos e hidratarmos o organismo. Criar uma rotina de ingestão de líquidos pode ser uma excelente opção.

Você sabe como ficamos desidratados? A causa mais comum é não beber água devidamente ao longo do dia. Muitas pessoas se esquecem de beber água, tem preguiça ou simplesmente não tem o hábito. E este hábito deveria ser passado desde cedo às crianças.

A falta de água no nosso organismo pode desencadear uma avalanche de problemas:

• Sensação de boca seca: pois a água umidifica as mucosas

• Ressecamento da pele

• Muita sede: é seu cérebro num instinto de sobrevivência

• Olhos secos: canais lacrimais ressecam e inflamam

• Dores articulares: são os líquidos que permitem movimentos articulares

• Diminuição da massa muscular: nossos músculos são compostos de água

• Imunidade: a água ajuda a eliminar as toxinas, o sangue é formado de água

• Fadiga crônica: ao emprestar água do seu sangue, seu corpo sentirá falta de oxigênio

• Problemas renais: insuficiência renal aguda ou crônica, ou mesmo em casos mais leves, infecção urinaria

• Redução do volume de sangue: o que pode prejudicar seu coração

• Constipação: sem água suficiente no organismo as fezes ficarão ressecadas e terão dificuldades em passar pelo intestino.

• Fome: outra vez seu cérebro tentando te salvar, uma vez que há água nos alimentos ele pede por eles

• Envelhecimento precoce: nosso organismo perde água com o passar do tempo, sendo que a desidratação é um grande problema entre a "maioridade".

• Dores de cabeça, fraqueza e tontura podem ser sinais de desidratação

Agora, se devidamente hidratado, você pode ter uma melhor função cognitiva, você se tornará mais ciente dos seus comportamentos, tomando decisões mais assertivas e seguras. E o melhor: beber mais água fará com que você vá mais vezes ao banheiro, e com isso lavará mais vezes as mãos, protegendo-se ainda mais e prevenindo a disseminação do vírus.

Outra pergunta comum nos dias de hoje: usar a máscara causa desidratação? Não causa desidratação não, muito pelo contrário, você deve lembrar de se hidratar, estar ciente da quantidade de ingestão de água necessária no seu dia, colocar um alarme no seu celular para não se esquecer de beber água, além de prestar atenção no seu corpo, se há sinais de sede ou desidratação. Nosso corpo utiliza em média de 1,5 a 2 litros de água para realizar suas funções vitais, dependendo do seu peso corporal ou atividades que realiza.

O uso da máscara é inquestionável, com atenção em como retirá-la e colocá-la também. Higienizar as mãos antes é importante, assim como retirá-la pelas alças elásticas e higienizar as mãos também após manuseá-la. São cuidados simples que podem fazer toda a diferença neste momento atípico. Muita saúde a todos é o que mais desejo.

LICIANA ROSSI é educadora física; pós-graduada em treinamento físico pela Unicamp e ginástica corretiva pela FMU-SP; exercícios corretivos pela Academia Nacional de Medicina Esportiva - NASM/USA; CHEK Practitioner nível 2 e Holistic Life Style Coach/CHEK


Notícias relevantes: