Opinião

Hábitos e saúde

Mudar é difícil, nos tira da zona de conforto e requer energia


divulgação
COLUNISTA LICIANA ROSSI
Crédito: divulgação

Como eu vejo resistência na mudança de hábitos da maioria das pessoas. Todos nós precisamos melhorar alguma área em nossas vidas. Convivo com muitas pessoas muito responsáveis com o trabalho, com seus negócios e suas famílias, mas quando o assunto é saúde e autocuidados, ou quando é necessário algum tipo de mudança em áreas especificas de suas vidas, começam as resistências e sabotagens.

Um estudo da Universidade Duke mostrou que mais de 40% das nossas ações diárias não eram decisões reais, mas hábitos. Embora cada hábito tenha pouco impacto em nosso dia a dia, a longo prazo eles têm muita influência, em todos os campos de nossas vidas, como em nossa saúde, produtividade e felicidade. Esses dados e informações abaixo foram extraídas do bestseller "O poder do Hábito", de americano Charles Duhigg.

Como nada vem fácil nessa vida, para alterar um padrão ruim é necessário mudar a rotina, e quando isso é proposto começam as resistências. Mudar é difícil, nos tira da zona de conforto e geralmente requer um gasto de energia que não estamos acostumados. Muitos querem mudar, precisam mudar, só não querem fazer nada diferente do que vinham fazendo. Bom, se nada for feito, nada mudará e as coisas estagnarão. Como é possível mudar algo em sua vida sem mudar primeiro algo dentro de si mesmo?

Um hábito é, simplesmente, um comportamento que se inicia como uma opção possível e depois vira um padrão inconsciente. Todo hábito, independentemente de sua simplicidade, tem a mesma estrutura, o que é chamado de "ciclo do hábito". Há um gatilho que fala ao nosso cérebro a funcionar no modo automático. Então, vira rotina, que pode ser física, mental ou emocional. Depois vem a recompensa. Uma vez que entendemos como o círculo do hábito funciona, podemos começar a modificá-lo.

Porém, os nossos hábitos não mudam sem a ajuda de uma pequena luta, e que luta! Para conseguir seguir nesta batalha, uma dica preciosa é inserir uma recompensa, pois como os hábitos são comportamentos automáticos disparados por gatilhos, como ansiedade, medo, frustração, tédio, tristeza, cansaço, raiva, e por aí vai, esses gatilhos nos fazem ir em busca de uma recompensa, o que é natural do ser humano.

Porém, nessa busca de recompensas, acabamos desenvolvendo mecanismos automáticos para obtê-las, que podem ser saudáveis ou não. Encontre recompensas saudáveis, que não sejam comidas, por exemplo, para sentir a satisfação de ter alcançado aquilo que se propunha. A sensação da conquista é simplesmente deliciosa.

Muitos pesquisadores estão focados em entender a neurologia e psicologia dos hábitos, suas forças e fraquezas e como eles podem ser modificados. O ser humano é tão complexo e maravilhoso, não há uma receita de bolo para o caminho do sucesso, cada pessoa é única, e cabe a você descobrir o que precisa para se motivar a chegar aonde quer.

Mas, para conquistar o seu desejo é necessário uma certa insistência, determinação, consistência e organização para chegar em seu propósito da mudança. Achar meios, como o despertador do celular ou bilhetinhos pela casa, até conseguir engrenar em suas mudanças fará com que você comece a construir uma força interna que você controla, e a colocar regras para si mesmo que tem que cumprir. Como uma criança que tem que fazer o dever de casa, sabe que o tem e o faz. Aproveite e siga em frente, acentuando e aumentando essa força interna, que gera muita energia e faz tão bem.

Trazendo essa mudança de hábitos para sua saúde, aproveite, pois, alguns hábitos podem causar uma reação em cadeia. Os exercícios físicos, por exemplo, nos levam à mudança de outros padrões também, pois quando nos movimentamos, tendemos a come melhor, acordar mais cedo, a dormir melhor, ficar menos estressados, a nos preocupar com a nossa saúde de maneira consciente.

Os hábitos fazem com que possamos organizar as muitas áreas de nossa vida de uma maneira inteligente e organizada. Desta forma você perceberá que aproveita muito melhor seu tempo tanto no trabalho quanto no lazer. E ao se sentir bem e realizado, a vida seguirá mais leve e saudável. Muita saúde a todos.

LICIANA ROSSI é educadora física, pós-graduada em Treinamento Desportivo pela Unicamp, Ginástica Corretiva pela UniFMU, Exercícios Corretivos pela NASM-USA, CP2 e HLC2 pelo CHEK Institute-USA, cursando SomaTraining/Eldoa-USA


Notícias relevantes: