Opinião

Reação de luta ou fuga

Passamos a secretar cortisol dia e noite


Divulgação
Liciana Rossi
Crédito: Divulgação

O corpo humano trabalha em ciclos dependentes da natureza, da luz do sol. Chamamos estes ciclos biológicos de Ciclo Circadiano. É o nosso relógio interno, de altíssima precisão, por sinal, que nos fornece um ritmo natural, de 24 horas, dependente da luz solar, do dia e da noite. Muitas pessoas acham que o corpo começa a se organizar e a ser reparado assim que se deitam para dormir, mas na verdade, o corpo segue o ritmo da luz solar e não da hora em que nos deitamos.

Cabe a este ciclo coordenar e sincronizar todas as funções do nosso organismo, de acordo com o meio em que vivemos. Pela manhã, com o raiar do sol, nosso relógio biológico nos prepara para o dia, promovendo a vigília, movimentação e alimentação, deixando nossas reações mais rápidas, a temperatura corporal se eleva, assim como nossa pressão, isso tudo influenciado por um hormônio que começa a ter sua liberação aumentada com a luz do sol, o cortisol. Sim, este mesmo, o famoso hormônio do estresse.

Mas o cortisol, liberado naturalmente, não é ruim, pelo contrário. Ele auxilia nossos sistemas nervoso e cardiovascular, nos deixa mais espertos para as adversidades e perigos da vida cotidiana. O homem das cavernas, por exemplo, graças a este hormônio, quando percebia um predador, fugia rapidamente, garantindo sua sobrevivência. Nos dias de hoje, temos o nosso reflexo aguçado no trânsito, percebemos locais e pessoas suspeitas e podemos ter a reação de evitá-los, graças às estas adaptações fisiológicas pelo cortisol, ficamos mais espertos e prontos para lutar o fugir dos perigos.

Após o sol se pôr, a noite chega, e com a diminuição da luz, um outro hormônio é estimulado a aumentar sua produção, a melatonina. Ela inicia o reparo, o anabolismo do nosso corpo. Ficamos mais lentos, vamos relaxando, há uma diminuição da temperatura corporal, o sono chega e dormimos profundamente. Esta é a hora em que o corpo irá reparar aspectos físicos e psicológicos. Um boa noite de sono nos deixa prontos para começar tudo de novo, corpo, mente e emoções renovadas.

Com a vida agitada, celular, estresse, excesso de informações, medos, angústias, insegurança, brigas políticas, nosso ritmo natural foi alterado. Passamos a secretar cortisol dia e noite. A luz artificial bagunçou a comunicação natural que tínhamos, onde nosso corpo era regido pela luz natural do sol. O excesso de luz pela noite faz com que nosso cérebro entenda que é dia, e a liberação hormonal fica toda bagunçada. Um efeito disto é a perda de sono, pois em vez de liberar melatonina, secretamos cortisol, estaremos prontos para a vigília, em vez de preparados para dormir.

Mas e a reação de luta ou fuga? Bem, assim como as luzes atrapalham o ritmo natural do nosso corpo, nosso ciclo circadiano, viver estressado, secretando cortisol em excesso, imaginando que a qualquer hora um tigre saltará de uma arvore para te devorar, também desequilibra todo o nosso ciclo biológico natural. Quando secretado em excesso através de uma estimulação excessiva de luzes eletrônicas, ou seja, artificiais, ou pelo excesso de cafeína, que estimula nossas glândulas adrenais a secretar cortisol também, ou mesmo uma dieta pobre, desidratação, que colocam nosso corpo em estresse, assim como o excesso de atividades de trabalho ou mesmo físicas, tudo isso pode aumentar o cortisol a ponto de nosso corpo ficar o tempo todo em estado de atenção, contraído, com a pressão elevada, com o ritmo respiratório aumentado, nervoso, ansioso, o sangue é conduzido para os músculos (caso seja necessário fugir do tigre na árvore), o corpo se adapta para promover a sobrevivência, porém isso tudo diminui a circulação nos órgãos digestivos, vindo destas situações de estresse inúmeros problemas, desde azia, refluxo, gastrite, problemas intestinais, etc.

Portanto meus amados, parem um segundo e chequem seu estado atual. Você vive correndo como se fugisse do tigre? Vive tenso e irritado? Come mal e dorme mal? Isso pode te levar a um estado extremo, conhecido como "burnout", onde o cansaço chega a extremos como depressão e doenças. Hora de parar, refletir e sair deste estado onde lutamos ou fugimos para sobreviver o tempo todo. Muita saúde a todos.

LICIANA ROSSI é pós-graduada em Treinamento Desportivo (Unicamp), Exercícios Corretivos (Academia Nacional de Medicina Esportiva dos USA), CHEK Practitioner2, HolisticLifestyle Coach2, CHEK Institute/USA, L.P.F. Specialist e graduanda SomaTraining/ELDOA-USA


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: