Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Batam palmas para nosso Carnaval

GUARACI ALVARENGA | 21/02/2020 | 05:00

Eventos marcantes de folia seduzem estes dias de alegria, num roteiro cativante, prendendo o jundiaiense para que se divirta em sua própria cidade. O irreverente bloco “Chupa que é de Uva”, no “abre alas”, reinou num mar de fantasias, com ondas tentadoras de belas alegorias femininas.

O aristocrata Tênis Clube tirou as vestes do requinte e se rendeu à folia popular. Suas portas foram abertas por um grito estonteante de alegria. Seus “pierrots” tinham que ficar apaixonados pelas exuberantes “colombinas”. Gente bonita e animada. A festa foi acabar só nas primeiras horas da manhã.

Hoje, nada impede o tradicional e irreverente Refogados do Sandi de abrir o Carnaval no Centro histórico da cidade. Mais uma vez a irreverência se fará de majestade. Uma multidão de foliões entre reis, palhaços ou fantasias exóticas: nada passará despercebido pelo público que se encontrará nas calçadas das velhas Barão e Rosário, marcando presença em um carnaval sem compromisso com a forma, mas onde todos estarão comprometidos com a alegria.

À noite teremos o concorrido “Carnaval das marchinhas” do Clube Jundiaiense: jovens casais se juntam aos da velha guarda, num recital de única voz, a entoar os maiores sucessos dos Carnavais passados. Presença empolgante da Bateria nota 10 do Azul e Branco.No sábado, ao meio dia em ponto, novamente o Clube faz balançar a cidade com sua tradicional e suculenta feijoada. Este ano, abrilhantado com um especial cardápio musical cantado pelo Fundo do Quintal.

Mais tarde, a passarela do samba da Cidade Administrativa mais uma vez se ilumina para receber as escolas de samba. Desta vez, a Liga das Escolas promete uma das suas melhores apresentações, com um público enorme para aplaudir e a incrível raça nos pés dos integrantes. E o querido e gostoso Grêmio CP reacende a velha chama dos carnavais passados: a harmonia entre a canção e o entusiasmo tocará todos os corações carnavalescos.

E viva os blocos na rua. O “Bloco da Ponte Torta”, que homenageia um dos monumentos mais notáveis, prepara um a grande surpresa. No domingo. ganha agora o camarote oficial do espaço central da cidade.

Na segunda, será a vez da gigante Ponte São João. O fantasioso bloco “Continuamos na Nossa” fará sacudir os alicerces da sede do Estrela e a nossa encantadora rainha Ignezinha do Pandeiro estará à frente do “Concentra, mas não Sai” .Os aplausos permanecem: ficam guardados na memória viva de nossos corações. e alimentam todos os nossos dias, na espera ansiosa de outros carnavais. Fiquem de mãos atadas com a alegria de viver. Sejam felizes.

GUARACI ALVARENGA é advogado


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/batam-palmas-para-nosso-carnaval/
Desenvolvido por CIJUN