Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Coluna do Martinelli: “Façamos do meio ambiente o nosso meio de vida”

JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI | 03/06/2018 | 05:00

Comemora-se a 05 de junho, terça-feira próxima, o DIA INTERNACIONAL DO MEIO AMBINETE E DA ECOLOGIA pois nesta data, em 1972, a ONU – Organização das Nações Unidas promoveu em Estocolmo, capital da Suécia, a Primeira Conferência Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento para discutir a destruição e a conseqüente degradação humana. Apesar do longo tempo da celebração, o desrespeito com a natureza e com o próprio ser humano ainda persistem e estão em todos os lugares: nas queimadas, no desmatamento, na poluição, na extinção de milhares de espécies animais e vegetais, na fome, na miséria e na desesperança.

MARTINELLI (2)LEIA OUTRAS COLUNAS DE OPINIÃO DOS ARTICULISTAS DO JORNAL DE JUNDIAÍ

Tanto que amplo levantamento sobre a saúde do planeta, produzido pela Organização das Nações Unidas – “Avaliação Ecossistêmica do Milênio” – apresentou um diagnóstico completo dos ecossistemas terrestres, efetuados por 1.360 cientistas de noventa e cinco países, concluindo que a humanidade está esgotando os recursos oferecidos pelo globo numa velocidade superior a sua capacidade de reposição. De acordo com eles, estão comprometidos itens como estoques de peixes e reservas de águas potáveis, reciclagem de nutrientes do solo e controle climático regional. Os reflexos desse esgotamento são mais do que um risco para o futuro – eles já estão produzindo impactos reais e indicaram que os efeitos críticos são maiores justamente para as populações mais pobres, vulneráveis a variações climáticas e problemas na produção de alimentos. Assim, somos chamados a colaborar na criação, numa linha de corresponsabilidade com o desígnio do Criador, remetendo-nos a atitudes de vida, principalmente na linha da existência ou não de uma consciência criacionista, na linha da solidariedade e na linha da fraternidade.

Consciência ecológica
Meio ambiente e ecologia tornaram-se motivo de preocupação em todo o mundo em meados do século XX, embora o biólogo alemão, Ernst Haeckel (1834-1919) tenha criado formalmente a disciplina que estuda a relação dos seres vivos com o “habitat”, ao propor, em 1866, o nome ecologia para esse ramo da biologia. Junção das palavras gregas “oikos” (casa) e “logos” (estudo), a matéria ficou restrita aos meios acadêmicos até bem pouco tempo. Ela só ganhou dimensão social após um acidente de grande proporção e que derramou 123 mil toneladas de óleo no mar, na costa da Inglaterra, em 1967, com o petroleiro “Torrey Canion”. Assim, a importância da consciência ecológica é manifesta, notadamente pelo fato de todas as ações humanas terem reflexo no equilíbrio ambiental. Por isso, é preciso levar a sério o mundo que nos rodeia, o ambiente em que vivemos e ter um olhar amplo, sem perder de vista a realidade concreta e particular do nosso cotidiano, sob pena dos recursos naturais e do ambiente como um todo se tornarem inviáveis, em pouco tempo, à própria sobrevivência humana. Há uma frase circulando na internet que diz bem sobre esse aspecto: “Faça do Meio Ambiente o Seu Meio de Vida” (Dr. Grillo).

O DIA DO MEIO AMBIENTE E DA ECOLOGIA que se avizinha, constitui-se numa oportunidade para refletirmos sobre essa interminável oposição entre desenvolvimento e preservação do ambiente, consolidando um compromisso com o futuro, em favor de uma existência mais saudável tendo em vista, que a vida é um dom divino e ninguém pode se eximir da por sua preservação, seja rico ou pobre. Essa proteção, portanto, não é uma tarefa exclusiva das autoridades, mas um compromisso de toda a sociedade, para que, conciliando as expectativas ambientalistas e desenvolvimentistas, contribua de forma concreta com os objetivos inseridos na concepção de “desenvolvimento sustentável”, que é aquele que supre as indispensabilidades presentes sem afetar a habilidade das pessoas de suprir, em tempos vindouros, o que lhes for indispensável à subsistência.

*JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI é advogado, jornalista, escritor e professor universitário. É presidente da Academia Jundiaiense de Letras (martinelliadv@hotmail.com)


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/coluna-do-martinelli-facamos-do-meio-ambiente-o-nosso-meio-de-vida/
Desenvolvido por CIJUN