Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Com quem tu andas?

VÂNIA MAZZONI | 11/09/2019 | 07:30

Encerrei o texto passado dizendo que somos a média das cinco pessoas com as quais mais convivemos, chamando você para uma reflexão sobre como estão sendo construídos os seus caminhos.

A frase é muito conhecida, embora eu não saiba exatamente quem é o “dono” dela. Ela me faz pensar na frase “me diga com quem tu andas e te direi quem és” e, ao aplicá-la no cotidiano do Recursos Humanos, podemos fazer pequenas apostas sobre o crescimento da carreira de alguns colaboradores. Como se comporta o colaborador, quais sãos as pessoas que o cerca?

Quando buscamos melhorar temos que focar em quem nos agrega, quem nos traz conhecimento e no ambiente que nos proporciona crescimento. Uma amiga me propôs uma reflexão: você prefere ser o melhor do local onde está ou o pior?

Prontamente respondi que prefiro ser a melhor, para contribuir, crescer, compartilhar. Mas ela retrucou: – Vânia, se você é a melhor de onde está, você pode estar no lugar errado. Busque um lugar onde as pessoas são melhores que você e aprenda com elas.

Pensando bem há alguma razão nisso. Quantos excelentes profissionais nós vemos acomodados, que com o passar do tempo se tornam obsoletos e são substituídos por profissionais muitas vezes com menos qualificação mas com disposição para aprender?

Às vezes, por mais que estejamos felizes no trabalho, é preciso mudar. Se estiver infeliz, então, mude mais rápido ainda. Para a vida pessoal e profissional cerque-se de pessoas que se pareçam com o que você quer ser no futuro.

Muita gente, para crescer na carreira, foca no erro do colega, fica esperando um deslize do outro para que isso justifique o valor do seu trabalho. Ele errou, eu não, olha como sou bom? Será mesmo que é? Porque não mirar em profissionais que você admira e te fazem crescer em vez de esperar um erro do colega para se sentir bem?

Cerque-se de pessoas inspiradoras e tome cuidado com relações tóxicas no trabalho. Participar do time de fofocas, ou do grupo dos pessimistas, não vai te levar a lugar algum. Se você quer prestar um concurso, cerque-se de pessoas com os mesmos objetivos, se quiser tornar-se um empreendedor, cerque-se de pessoas que possam ensiná-lo e encorajá-lo, e o mais importante, faça a autocritica e não aponte o dedo para o colega que você julga tóxico para sua carreira, essa pessoa pode ser você mesma!

Não basta traçar metas, é preciso que seu comportamento esteja de acordo com os objetivos para alcançá-las.

VÂNIA MAZZONI é diretora de RH. Site: www.novarh.com.br/E-mail marketing@novarh.com.br


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/com-quem-tu-andas/
Desenvolvido por CIJUN