Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Dom Vicente Costa: Fraternidade e políticas públicas

DOM VICENTE COSTA | 03/03/2019 | 07:30

Todos os anos a Igreja Católica no Brasil celebra a Campanha da Fraternidade. Trata-se de uma série de celebrações, encontros e eventos realizados durante todo o ano para a conscientização das pessoas acerca de temas sociais, com os quais a Igreja tem especial atenção, particularmente com os pobres e os mais vulneráveis.
Neste ano, o tema é “Fraternidade e Políticas Públicas”, e o lema que inspira os trabalhos é tirado da Sagrada Escritura: “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is1,27).
Alguns questionam se tais assuntos marcadamente sociais são mesmo importantes para nossa caminhada de fé. E perguntam: “por que a Igreja faz isso?” É bem verdade que Jesus ensinou que os pobres sempre estarão entre nós (cf. Jo 12,8), mas também insistiu que faz parte essencial da vivência do Reino de Deus fazer o bem aos mais necessitados: “Todas as vezes que fizestes isso a um destes mínimos que são meus irmãos, foi a mim que o fizestes” (Mt 25,40). Portanto, a fé jamais poderá servir de pretexto para que vivamos isolados num casulo, sem nos importamos com as condições de vida de tantos irmãos e irmãs que clamam por mais dignidade em suas vidas.
Neste ano, tratando sobre Políticas Públicas, a Campanha da Fraternidade exorta todos os cristãos e pessoas de boa vontade a dar a sua contribuição para a construção de uma sociedade mais justa e solidária. Neste contexto, “as Políticas Públicas são as ações discutidas, aprovadas e programadas para que todos os cidadãos possam ter vida digna. São soluções específicas para necessidades e problemas da sociedade. É a ação do Estado que busca garantir a segurança, a ordem, o bem-estar, a dignidade, por meio de ações baseadas no direito e na justiça” (Texto Base da CF 2019, Edições CNBB, p. 8).
Afinal, todos, ricos e pobres são diretamente afetados pelas Políticas Públicas tanto do Estado (as que são premissas fundamentais, independentemente da gestão) como também do Governo (as que são colocadas como prioridades pelo Governo Nacional, Estadual e Municipal para a sua real aplicação). Assim podemos contribuir muito para colocar em prática princípios, critérios e procedimentos que resultem em ações, projetos e programas sociais que possam assegurar, de maneira efetiva, os direitos e os deveres dos cidadãos, previstos na Constituição Federal e em outras leis.
Tenhamos plena certeza: uma boa conscientização a partir da Campanha da Fraternidade 2019 pode permitir que as pessoas entendam melhor sobre as necessidades e os direitos que possuem para bem viver e contribuir, de forma séria e eficaz, para que se realize o projeto de Jesus que veio para que todos “tenham vida, e a tenham em abundância” (Jo 10,10).

DOM VICENTE COSTA é bispo diocesano de Jundiaí

DOM VICENTE COSTA


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/dom-vicente-costa-fraternidade-e-politicas-publicas/
Desenvolvido por CIJUN