Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Dom Vicente Costa: Na Copa todos ganham!

DOM VICENTE COSTA | 01/07/2018 | 04:30

“Igualmente o atleta, na luta esportiva, só recebe a coroa se lutar segundo as regras” (2Tm 2,5).
Caríssimos leitores e leitoras, estamos vivendo a tão esperada Copa do Mundo de Futebol, tempo de expectativas, alegrias, tristezas, vitórias e decepções, mas tudo em meio a muita diversão e alegria. Infelizmente, como em todas as modalidades esportivas, ao final, apenas um vencerá. Mas este evento esportivo mundial é oportunidade de olhar para o esporte como uma ocasião em que, se forem seguidas todas as regras com honestidade, na verdade todos ganham.

Como disse o Papa Francisco, na Vigília de Oração com os Jovens, durante a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro (27/07/2013): “Jesus nos pede que o sigamos por toda a vida, pede que sejamos seus discípulos, que ‘joguemos no seu time’”. Jogar nesse time é jogar pela unidade e pelo encontro, em que todos crescem como pessoa humana e no respeito mútuo.

CLIQUE AQUI E CONFIRA OUTRAS COLUNAS DE OPINIÃO DOS ARTICULISTAS DO JORNAL DE JUNDIAÍ

É no time da unidade que surge o compromisso compartilhado de construir sociedades mais fraternas, em que as pessoas possam crescer e se desenvolver, realizando plenamente as suas próprias capacidades.

O futebol é uma das linguagens universais que ultrapassa as diferenças culturais, sociais, religiosas e raciais, e consegue unir as pessoas, tornando-as partícipes de um mesmo jogo e, juntas, protagonistas de vitórias como também de derrotas.

Recentemente, o Papa Francisco afirmou que o esporte pode constituir um instrumento de encontro, formação, missão e até de santificação, pois “dar o melhor de si mesmo no esporte é também um chamado a aspirar à santidade. (…) Assim como o atleta durante o treino, também a prática desportiva nos ajuda a dar o melhor de nós mesmos, a descobrir sem medo os nossos limites e a lutar para melhorar todos os dias” (Carta ao Cardeal Kevin Farrell – 01/06/2018).

Portanto, em tempos de competição como é a Copa do Mundo, o esporte pode ser fomentado como instrumento de formação e mudança. Não faltam histórias de pessoas que mudaram completamente devido ao futebol, tantas “escolinhas” para crianças carentes, muitas delas de onde saíram os grandes craques de hoje.

Por isso, exaltemos o esporte como meio eficaz na educação integral, verdadeira escola onde se desenvolvem as virtudes como a generosidade, a humildade, o sacrifício, a constância, o espírito de equipe, o respeito, a competitividade e a solidariedade.

A competição em que todos ganham é aquela em que se encontra uma ampla diversidade na torcida, mas também a unidade de sentimento e de respeito.

Afinal cada nação quer levar a taça para casa. Mas ainda assim o esporte pode ser ocasião em que não importa tanto quem saia vitorioso, mas sim que todos se divirtam numa competição como escola de vida.

E a regra do jogo é muito simples de ser obedecida: basta que se respeite o amor e tudo crescerá com ele.

DOM VICENTE COSTA é bispo
diocesano de Jundiaí

DOM VICENTE COSTA


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/dom-vicente-costa-na-copa-todos-ganham/
Desenvolvido por CIJUN