Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Dom Vicente: Nossa constribuição para um mundo melhor

DOM VICENTE COSTA | 03/11/2018 | 16:35

Caríssimos leitores e leitoras: o mundo de hoje necessita de esperança, novo entusiasmo e gestos concretos de amor de todos nós, particularmente dos que se reconhecem como cristãos, independentemente da denominação religiosa que adotem. Em outubro passado, quando a Igreja Católica celebrou o mês das missões com o tema “Enviados para testemunhar o Evangelho da paz”, e o lema: “Vós sois todos irmãos” (Mt, 23,8), trabalhou-se, sobretudo, a missão ad gentes, isto é, a dimensão missionária além das nossas fronteiras mais próximas, o envio a terras distantes e carentes.

Porém, missão não é só isso, como bem escreveu Dom Helder Câmara, que era Arcebispo de Olinda e Recife e grande defensor dos pobres, no seu poema: “Poema da Missão”: “Missão é sempre partir, mas não devorar quilômetros”. Nossa missão talvez não esteja centenas ou milhares de quilômetros de distância, como bem afirmou o autor do referido poema: “Missão é partir, caminhar, deixar tudo, sair de si, quebrar a crosta do egoísmo que nos fecha no nosso Eu. É parar de dar volta ao redor de nós mesmos como se fôssemos o centro do mundo e da vida”. Pois, vivemos num mundo cada vez mais isolado, em que as pessoas cada vez menos se relacionam entre si e se fecham em si mesmas no seu próprio Eu.

Claro que a primeira preocupação de cada um é consigo mesmo, com seus desejos, suas vontades, seus sonhos e suas realizações. Mas é preciso superar a tentação de se enclausurar em si mesmo, numa submissão ao “deus-eu” e dos interesses próprios e imediatos. Quem assim pensa e age são pessoas que esperam que o mundo seja melhor, mas não tomam conta das causas da realidade triste e crua ao seu redor, e nem as analisam, para ajudar na procura de soluções.

Penso que nossa missão, nós que nos intitulamos cristãos, é fazer a diferença neste mundo, pois carregamos essa grave e insubstituível responsabilidade e esse dever sagrado. Onde quer que estejamos, em todos os segmentos da sociedade, devemos crer no sonho do Mestre e que o seu projeto de vida plena para todos deverá vencer toda forma de obstáculo e impedimento.

Não podemos ter a ilusão também de que isso acontecerá da noite para o dia ou dependerá de grandes e extraordinários gestos. Pequenos sinais de gentileza, de bondade, de ternura, de caridade e de perdão podem fazer a grande diferença. Como bem diz São Paulo: “podemos espalhar e exalar por toda a parte o perfume, o suave odor do amor de Deus” (cf. 2Cor 2,14), presente em nossos corações. Tenho certeza de que desta maneira a nossa vida e a vida daqueles com quem vivemos e atuamos será bem mais suave e diferente!

DOM VICENTE COSTA é bispo diocesano de Jundiaí

DOM VICENTE COSTA


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/dom-vicente-nossa-constribuicao-para-um-mundo-melhor/
Desenvolvido por CIJUN