Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Eginaldo Honório: Por que você gosta de mim?

EGINALDO MARCOS HONORIO | 18/01/2019 | 07:30

Há muito tempo, ouvi essa indagação formulada por uma criança 100% ingênua! Verdade né? Por que determinado segmento da sociedade não gosta do outro? Falaram tanto e tão mal que acabamos por acreditar! No que diz respeito, especificamente ao objeto desta Coluna: “Deveria ser o contrário”. O negro, por exemplo, não gostar do branco”. Respeitadas honrosas exceções, os brancos mais causaram danos aos negros que o contrário. Isso é indiscutível! E infelizmente ainda causam. Com tanta maldade praticada, frise-se, sem qualquer justificativa, contra a população negra, as vítimas deveriam odiar seus agressores, o que não se verifica! Notícia bem fresquinha dá conta de que o prêmio Nobel – o cientista James Watson (Prêmio Nobel da Medicina no ano de 1962) – dizia que “os negros são menos inteligentes que os brancos”. Como dizem nos dias atuais: OI? Como assim? A postura desse “estudioso” causou comoção geral e, ainda que viesse a público pedir desculpas, perdeu a reitoria de importante laboratório nos Estados Unidos e, sentindo brutal queda em sua renda, foi obrigado a vender a medalha que recebera por sua descoberta científica. Pode parecer estranho, mas essa maldade perpassa séculos, a ponto de o filósofo Montesquieu, no alto do iluminismo, escrever: “É impensável que Deus, que é sábio, tenha posto lima alma, sobretudo uma alma boa, num corpo negro”. “É impossível supormos que essas criaturas sejam humanas, porque se aceitarmos que eles são humanos, haveria então a suspeita de que nós não somos cristãos”.
Outros tidos pensadores e filósofos escreveram os absurdos que, com dor, copio: Voltaire, escritor anticlerical, advogado da tolerância e da razão: “Os negros são inferiores aos europeus, mas superiores aos macacos”. Karl Vonlinneo, classificador de plantas e animais: “o negro é vagabundo, preguiçoso, negligente, indolente e de costumes dissolutos”.
David Hume, sobre entendimento humano: “O negro pode desenvolver certas habilidades próprias das pessoas, assim como o papagaio consegue articular certas palavras. Etienne Serres, sábio em anatomia: “Os negros estão condenados ao primitivismo porque têm pouca distância entre o umbigo e o pênis. Francis Galton, pai da eugenia, método científico para impedir a propagação dos ineptos: “Assim como um crocodilo jamais poderá chegar a ser uma gazela, um negro jamais poderá chega a ser um membro da classe média. “Louisagassiz, eminente zoólogo: “O cérebro de um negro adulto equivale ao de um feto branco de sete meses, o desenvolvimento do cérebro é bloqueado porque o crânio do negro se fecha muito antes do que o crânio do branco”.
Por tal razão, o quesito “consciência” é fundamental na ajuda a desconstrução desse imaginário. É chegada (ou passada) da hora dessa hipocrisia e ação mais humana e solidária aos nossos irmãos negros, indígenas, idosos, com deficiência. Enfim, ao ser humano, sem qualquer distinção e sem ódio ou preconceito, ainda que em grau mínimo.

EGINALDO MARCOS HONORIO
é advogado e membro do Conselho Municipal da Comunidade Negra de Jundiaí – eginaldo.honorio@gmail.com

Eginaldo Marcos Honorio


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/eginaldo-honorio-por-que-voce-gosta-de-mim/
Desenvolvido por CIJUN