Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Espaço do Cidadão – 16/10/2018

LEITOR | 16/10/2018 | 04:00

A PROPÓSITO DA BOA NOTÍCIA ‘OBRA AUMENTA EM 12% CAPACIDADE DA REPRESA’: Dia 24 de setembro, o prefeito de Jundiaí e o diretor-presidente da DAE, neste jornal, anunciaram para novembro o término da obra que viabilizará a boa nova. Considerando-se que a represa construída na década de 90 teve seu primeiro esboço para este projeto feito nos anos 70, e então já pretendia o represamento próximo à cota 712, é bom constatar que a etapa de longo prazo também chega.

Embora a matéria não mencione detalhes, é de se supor que a ampliação da lâmina d’água aumentará a margem a montante do Parque da Cidade, devendo alcançar o bairro Jundiaí-Mirim, do lado oposto da rodovia para Itatiba. No local, caso isto se confirme, há um dos melhores loteamentos de Jundiaí no que diz respeito às dimensões de suas ruas e áreas verdes, o que favorece a qualidade de um projeto. Trata-se do Parque São Luiz.

A propósito, há algum tempo a Secretaria de Planejamento incluiu o Jundiaí-Mirim num interessante programa de “requalificação dos bairros” e, em seus estudos iniciais, chegou a considerar esta ocorrência, como se pode observar na página 27 do caderno “Ações da Secretaria”, período 2009-2012. Lamentavelmente, na gestão seguinte (2013-2016), os rumos foram mudados, trocando-se projetos por opiniões difusas, acreditando-se ter prevalecido a descontinuidade.

A notícia da água ficou limitada ao beneficio de sua reserva e não se estendeu até o projeto urbano, portanto desconhecemos se há algum avanço sobre o assunto. Caso não, a própria Secretaria tem como antever um limite para o aumento da lâmina d’água consultando a sua publicação “Rios de Jundiaí”, em sua página 26. Apenas relembrando, tal publicação foi feita com as fotos obtidas pelo arquiteto Jaderson Spina, então secretario, em sobrevoo de helicóptero no dia da última maior enchente havida no município, em 6 de janeiro de 2011.
Antonio Fernandes Panizza

COM CARINHO: O artigo “Professor, peça-chave na formação do ser”, publicado no último domingo no portaljj.com.br, traz excelentes colocações sobre o magistério no Brasil. Também pudera, o autor prof. João Carlos José Martinelli é um dos melhores mestres que conheço. Seu texto é lindo e deveria ser lido por todos que almejam um país melhor. Parabéns ao Prof. Martinelli, o qual tive a honra de ser aluna e um dos melhores na minha graduação. Com toda certeza, a ele podemos sempre dizer: “Ao Mestre, com carinho”.
Daniela Bordin Neves


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/espaco-do-cidadao-16102018/
Desenvolvido por CIJUN