Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Espaço do Cidadão – 17/10/2018

LEITOR | 17/10/2018 | 04:00

PROFESSOR, PEÇA-CHAVE NA FORMAÇÃO DO SER: Na Coluna do Martinelli deste domingo no portaljj.com.br de 14/10/2018 (“Professor, peça chave na formação do ser!”), que comemorou o Dia do Professor, o dr. João Carlos José Martinelli, possuidor de larga e honrada vida dedicada lecionando na Universidade, também presidente da Academia Jundiaiense de Letras, responsável por atividades na comunicação literária e autor de vários livros úteis em diversas áreas, faz um excelente texto realçando e atualizando o mérito e as dificuldades diárias que a digna classe de professorado enfrenta nos dias atuais, nos trabalhos em salas de aula mal conservadas e violentadas nos atentados de invasões criminosas, quanto à segurança dos alunos e também aos professores que infelizmente sofrem agressões devido a decadência educacional de alunos ou drogados ou mal educados no próprio lar da familia!

Citando que o Dia do Professor foi oficializado em 15 de outubro de 1963 no Brasil, numa rememoração à data que, em 1827, instituiu os primeiros cursos primários em nosso País, invoca um artigo de Luno Volpato, membro da Academia Campinense de Letras, “parodiando Euclides da Cunha, o professor é, antes de tudo, um obstinado. Adjetivos para tipificá-lo, há em profusão e permeiam entre o alfa e o ômega. Dizem-no idealista, sonhador, abnegado, revolucionário, formador de opiniões, sacerdote do saber… Tudo isso o comove e o impressiona, mas não o torna um profissional realizado, nem lhe garante a sobrevivência e o pão de cada dia, para si e para os seus… Tal profissão já foi considerada, dentre todas, não a mais rentável, mas a mais nobre” – Correio Popular – 14/10/ 2007 – pág. A-3.

Notação importante! É preciso outorgar ao professor o necessário reconhecimento, propiciando condições para exercer sua função social, pois a formação e a informação são os fatores fundamentais da estrutura integral do homem! As aspirações da classe dos professores não podem mais ser adiadas, sob pena de se instituir um caos social futuramente neste país. Enaltecendo o professor, peça chave na formação do ser social, pois é ele quem vai guiar a produção do conhecimento e o futuro profissional e acadêmico de cada criatura!

Eu também tenho a felicidade e o orgulho de conviver durante mais de 60 anos com minha família de dignos profissionais do magistério público, nos momentos de alegria, de labor, estudos, anseios de melhorias nas dificuldades de uma profissão necessitada de respeito de alunos e autoridades que esquecem o valor nobre e vitalizante do mestre que ensina e garante vida social vitoriosa! Parabéns à valiosa e digna classe do professorado brasileiro!
Adão Antônio Motta


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/espaco-do-cidadao-17102018/
Desenvolvido por CIJUN