Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Espaço do Cidadão – 23/10/2018

LEITOR | 23/10/2018 | 04:00

VOCÊ ME IMPRESSIONA: Amigo Faustino Vicente, parabéns! Você me impressiona cada vez mais por sua obra, que arrebanha admiradores cada vez mais. Palmas e fraterno abraço!
Ógui L. Mauri

DEMOCRACIA: A Coluna do Martinelli no portaljj.com.br, de 21/10/2018, entitulada “Democracia: as leis devem valer igualmente para todos!”, revela que, nos dias que antecedem às eleições, uma palavra é ouvida e discutida em todo lugar e até na mídia nas mais diversas localidades do Brasil: democracia! O dr. João Carlos José Martinelli, catedrático em Literatura e mestre no magistério universitário e nos assuntos jornalísticos, com muita clareza e objetividade elucida muitas dúvidas do significado da palavra “democracia”!

Em 1975, em função da morte de Vladimir Herzog, o dia 25 de outubro foi a data escolhida para comemoração do Dia Nacional da Democracia, com objetivo de conscientizar a população sobre suas responsabilidades individuais na sociedade e ressaltar sua importância como regime político, provocando a primeira reação popular contra a ditadura, as prisões arbitrárias e o desrespeito aos direitos humanos!

A democracia pressupõe igualdade para todos os cidadãos, impossibilitando alguém de obter privilégios. Pressupõe a combinação de um processo de lutas populares que atue em três níveis: na esfera jurídico-institucional, na esfera social (eliminando todas as formas de desigualdades sociais) e na esfera política, na vigilância sobre o Estado, organização e conscientização, funcionamentos que respondam ao interesse populacional!

Em 25 de outubro é comemorado o Dia Internacional contra a Exploração da Mulher. Reflexões devem ser feitas no mundo para discutir a violência e opressão praticadas contra pessoa do sexo feminino! Houve avanços com a implantação da Lei Maria da Penha, mas ainda há muito a ser feito para evitar a exploração e os abusos sofridos pelas mulheres, além da anulação do ultrapassado machismo que proclama supremacia do sexo masculino.

Comemora-se também o Dia do Sapateiro, com os santos São Crispim e São Crispiano, padroeiros da categoria. Profissão muito antiga no Egito antigo, de onde vieram os primeiros tipos de sapatos – as sandálias. Tradicionalmente, diz a sabedoria popular, “é ingrata a profissão de sapateiro, pois ele põe as mãos onde os outros colocam os pés”! São considerados artistas e artesãos na útil profissão de sapateiro! Parabéns dr. João Carlos José Martinelli!
Adão Antônio Motta


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/espaco-do-cidadao-23102018/
Desenvolvido por CIJUN