Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Espaço do Cidadão – 25/07/2018

LEITOR | 15/07/2018 | 05:30

ACIDENTES NO VIANELO: Mais uma vez peço ao pessoal da Setransp para verificar o que se pode melhorar na esquina da rua José Tavares com a rua Silva Jardim, no Vianelo. Quase todo fim de semana vejo acidente nesta esquina. Embora esteja pintado no chão “Pare” e exista a placa de “Pare” do lado esquerdo, ainda acontece acidente. A sinalização existente não está sendo suficiente. Algo mais tem que ser feito, talvez sinal intermitente, aviso de perigo e lombada. Só para constar, a sinalização no chão está meio apagada e os caminhões da feira de sábado, que ficam ali estacionados, encobrem a placa de “Pare”. Conversei com vários acidentados no local e todos falaram que vinham pela José Tavares e pensaram que a preferencial fosse deles. Tem que ser feita alguma coisa ali. Não podemos ficar assistindo acidente quase toda semana.
Valcir José Turrini

Resposta da Prefeitura de Jundiaí: A Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT) informa que, por meio da diretoria de engenharia de mobilidade, fará uma reanálise do local a fim de intensificar a sinalização viária e, desta forma, prevenir acidentes.

CLIQUE AQUI E CONFIRA OUTRAS COLUNAS DE OPINIÃO DOS ARTICULISTAS DO JORNAL DE JUNDIAÍ

LEONARDO DA VINCI: Caro Faustino Vicente, é de homens à frente do tempo que o mundo tanto necessita. Leonardo da Vinci, como você bem o descreveu na coluna de 10/7, é um exemplo desta assertiva. Não menos importante é termos homens como Faustino Vicente para manter viva a memória e mostrar sua intelectualidade.
Continue a nos brindar com artigos como este e o “El Seis Sigma Emocional”, publicado em espanhol. Um grande abraço.
Altair Bezerra da Silva

PERIGO PARA AS CONTAS PÚBLICAS: Passada a Copa do Mundo e com a aproximação das eleições de outubro, o brasileiro deve voltar os olhos para a política e para o que acontece no Congresso Nacional. Um Projeto de Lei do Senado, o PLS 199/2015, merece atenção especial. Ele regula a criação, incorporação, fusão e desmembramento de municípios. O governo estima que serão cerca de 300 novas cidades. O projeto é do senador Flexa Ribeiro, do PSDB do Pará. Essa é terceira vez que a proposta é apresentada. Os projetos anteriores, do ex-senador Mozarildo Cavalcanti, foram vetados pela ex-presidente Dilma Rousseff. É possível que, em casos específicos, seja necessária a criação de municípios, mas aprovar um projeto de tamanha importância antes das eleições é bem questionável, em um período no qual o país tenta ajustar suas contas.
Antonio Tuccílio – presidente da Confederação Nacional dos Servidores Públicos (CNSP)


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/espaco-do-cidadao-25072018/
Desenvolvido por CIJUN