Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Espaço do Cidadão – 27/10/2018

LEITOR | 27/10/2018 | 04:00

LEITOR PEDE SEMÁFORO PARA PEDESTRES: Sobre a faixa para pedestres em frente da unidade da Polícia Militar da rua Senador Fonseca – Praça dos Andradas. Não há semáforo para os pedestres. O local tem cruzamento de tráfego intenso, com três escolas nas proximidades. É uma questão de saúde pública e de Direitos Humanos. Os semáforos estão sempre “vermelho” para os pedestres e sempre “verde” para os veículos, ora para os da rua Senador Fonseca, que podem seguir por ela (cruzando a faixa para os pedestres), ora para os que estão vindo pela rua Cel. Boaventura Mendes Pereira, que podem entrar pela esquerda da rua Senador Fonseca, também cruzando a faixa para os pedestres. Dessa forma, os pedestres (sempre) atravessam na sua faixa, correndo riscos, com os veículos em suas direções. Desnecessário explicitar as gravíssimas consequências do atropelamento de uma mulher grávida. Enviei a reclamação para a Unidade de Mobilidade e Transporte. Mas aguardo a resposta há 72 dias.
Faustino Vicente, ex-Conselheiro do Ciesp, quando gestor da Divisão Administrativa da Duratex-Deca

Nota da redação: A reportagem enviou a reclamação para a assessoria de imprensa da prefeitura, que respondeu: “A Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte informa que vem desenvolvendo estudos para melhorar a segurança nas travessias de pedestres, iniciando esse trabalho pela região central, com previsão de implantação de novas faixas e semaforização com tempo específico para pedestres em alguns dos cruzamentos com características específicas que demandem essa necessidade, segundo critérios técnicos e operacionais. Em relação ao caso citado na demanda, está prevista a implantação no local de tempo específico acionado por demanda (botoeira), o qual será implantado até o final deste ano. Além disso, somente no primeiro semestre deste ano, mais de 30 mil metros quadrados de sinalização foram implantados em vários pontos da cidade”.

LIXO RECICLÁVEL: Sobre a reportagem “Mercado de reciclável tem aumento de 15% em Jundiaí”, publicada na última quinta-feira (25), falta só a prefeitura melhorar os pontos de coleta de eletrônicos, pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes… e dizer onde. Porque quase ninguém está a par de quem recolhe este tipo de lixo, que é descartado de qualquer jeito nas calçadas ou terrenos baldios.
George André, via Facebook


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/espaco-do-cidadao-27102018/
Desenvolvido por CIJUN