Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Espaço do Cidadão – 27/12/2018

LEITOR | 27/12/2018 | 04:00

SOBRE O ARTIGO ‘MEIO AMBIENTE’: Mais um belo artigo publicado por Faustino Vicente no JJ de 25/12, sobre o meio ambiente, uva e vinho. A expansão imobiliária em Jundiaí vai progressivamente tomando espaço dos parreiras e das nossas adegas caseiras. Salute com vinho espanhol “Faustino” e com vinho italiano “Groppello”. Seus artigos (e crônicas) mostram a sua versatilidade, o seu talento cultural e o seu “dom” literário. Este artigo é mais uma das “pérolas”, entre tantas outras, que você já ofertou aos leitores do JJ e outros que têm acesso pela internet. Parabéns, que Deus o mantenha iluminado, para nos proporcionar novos e excelentes artigos. Isto só ocorre com quem tem capacidade e responsabilidade profissional, meu caro amigo auditor, professor, consultor, advogado, cronista, articulista e muitos outros atributos. Bom Natal e que vc tenha muita inspiração para novos e excelentes artigos, bem como no exercício da cidadania
Antonio Gropelo

SOBRE O ARTIGO DE NATAL: Nesta véspera de Natal, o dr. João Carlos José Martinelli celebra a data máxima da Cristandade com excelente texto de uma das verdades que o nascimento de Jesus nos faz pensar e lembrar ; A celebração do Natal nos convida à conversão! Há mais de dois mil anos na humildade e simplicidade de uma estrebaria, nasce o filho de Deus encarnado para a humanidade ver o caminho da solidariedade entre os homens e a esperança de um mundo melhor. O Filho de Deus designado pela misericórdia do Pai para a salvação na certeza da vitória sobre o pecado e sobre a morte. Paz, justiça e a fraternidade, propósitos a serem permanentemente vivenciados. A celebração do Natal, assume na peculiaridade a força do amor que o Cristo trouxe para a Terra. Convida- nos à conversão, traduzindo sair das comodidades, ambições, colocando-nos na trilha dos desesperados, oprimidos e perseguidos, partilhando convivência pacífica e respeito ao próximo. O Natal traz renovação da fé, comunhão entre nós nos direitos e aspirações fundamentais. A cultura consumista onde o Ser é absolutamente sobreposto pelo Ter, gerando manifestação de desânimo e derrotismo daqueles que sonham o bem comum. O dr. João Carlos José Martinelli cita: Desta forma, o sentido mais profundo do Natal precisa ser consolidado no pensamento e no coração das pessoas: extinguir a marginalidade e a exclusão com a certeza de que a paz, a liberdade e a verdade são possíveis, que o ser humano é o valor máximo a ser respeitado, resgatado e conduzido à felicidade devolvendo a todos o direito de viver e de participar dos bens de Deus. Parabéns amigo Martinelli e feliz Natal com Deus e família.
Adão Antônio Motta


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/espaco-do-cidadao-27122018/
Desenvolvido por CIJUN