Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Faustino Vicente: Dia de Ozanam

FAUSTINO VICENTE | 23/04/2019 | 07:30

O século passado notabilizou-se por importantíssimas descobertas científicas e por fantásticas inovações tecnológicas, acontecimentos que provocaram constantes transformações no mundo dos negócios e no estilo de vida das pessoas.
Diante desse desafio os executivos passaram a reavaliar os fundamentos subjacentes da missão, visão, valores e políticas de suas empresas objetivando o grau de satisfação dos acionistas, clientes, funcionários e parceiros estratégicos. Uma das iniciativas que ganhou força nas últimas décadas foi a da responsabilidade social ou Terceiro Setor. A ação dos voluntários em módulo educacional é um dos caminhos mais eficazes para reduzir a desigualdade social – chaga viva da sociedade contemporânea.
As congregações religiosas são, reconhecidamente, referências históricas no exercício da caridade – uma das virtudes teologais.
Nesta oportunidade destacaremos a Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), instituição católica internacional (de leigos) fundada, em 1833, pelo então jovem Antônio Frederico Ozanam (1813-1853), em Paris.
São, também, fundadores da SSVP Auguste Le Taillandier, Paul Lamache, François Lallier, Jules Delvaux, Félix Clavé e Emanuel Bailly.
Ozanam foi professor da Universidade de Sorbone, faleceu aos quarenta anos e deixou uma obra social singular. A sua exemplar vida espiritual, lhe rendeu a beatificação na Catedral de Notre-Dame em 22 de agosto de 1997, pelo então Papa João Paulo II.
Baseada em princípios cristãos, a SSVP tem como grandes metas a espiritualidade de seus membros, a evangelização do próximo e a promoção social e econômica dos excluídos.
As ações vicentinas, podem ser notadas na gestão de creches, hospitais, casas de repouso para idosos e nas visitas domiciliares aos assistidos, em campanhas humanitárias, nas atividades paroquiais e, especialmente, nas atividades diárias da sua célula mater – as chamadas Conferências Vicentinas. A visão empreendedora de Ozanam foi responsável pela expansão do movimento nos cinco continentes e pelos seus 186 anos de existência. Quantas empresas da iniciativa privada, administradas por geniais executivos, conseguiram essa longevidade histórica?
O segredo? Ela é orgânica, não mecânica. Ozanam – profeta do Terceiro Setor – viveu dois séculos à frente do seu tempo.. A tendência do mercado é o surgimento de um consumidor que passe a adquirir produtos e serviços de qualidade comprovada, não apenas pelo marketing social da empresa, mas pela postura ética e pelo compromisso com a Qualidade de Vida, que ela evidenciar. “A obra principal das Conferências Vicentinas é a visita ao pobre, no seu domicilio” (Ozanam).

FAUSTINO VICENTE é Advogado, Professor e Consultor em Gestão da Qualidade – e-mail: faustino.vicente@uol.com.br

ARTICULISTA FAUSTINO VICENTE

ARTICULISTA FAUSTINO VICENTE


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/faustino-vicente-dia-de-ozanam/
Desenvolvido por CIJUN