Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Guaraci Alvarenga: As rosas não falam

GUARACI ALVARENGA | 08/03/2019 | 07:30

Os famosos versos do genial compositor Cartola inspirou-lhe numa pergunta de sua mulher dona Zica, numa manhã de suave brisa, ao ver o jardim de sua pequena casa, no velho morro da Mangueira. Não conseguiu conter a surpresa e chamou o mestre: _ “Cartola vem ver! Parece uma ilusão. Porque é que brotou tanta rosa assim?”
A resposta foi simples: “Não sei Zica. As rosas não falam”. Estava criada ali a ideia de uma das maiores canções brasileiras. Talvez o triunfo da encantadora Wilmaleda Loureçon, tenha sido revelado da mesma ilusão, de um doce sonho, como as rosas da canção. Formar um belo canteiro de muitas flores, colhidas no seio de nossa sociedade. Flores de cativantes mulheres, que exalassem delicados perfumes, de diferentes fragrâncias, mas que tivessem uma única essência: a da solidariedade.
Assim se cultivou um belo jardim, em terra fértil e generosa. Assim foi feito um harmonioso ramalhete de cerca de 30 senhoras. Assim nasceu o Clube da Lady. Sempre priorizando a solidariedade, outras floridas mulheres se somaram ao amor da filantropia. A beleza do jardim do clube não só cresceu na diversidade de suas flores, mas ornamentou-se em um símbolo de orgulho e respeito, por toda a sociedade jundiaiense. Sua saga, ao longo de todos estes anos, deixa marcas do sentido moral, que a mão do tempo, não ousou apagar. Como não recordar do magnetismo do Baile das Debutantes, do encanto do Glamour Girl, da marcante e doce Barraca da Lady, de um de nossos maiores eventos sociais, a inesquecível Feira da Amizade. Tudo pelo bem comum aos que são menos favorecidos pela vida.
Sua efetiva caridade se estende às famílias mais necessitadas, sem os alardes da vanglória. Basta simplesmente ajudar.
Sei que muitas vezes ao citar alguns nomes, comete-se injustiça de não se grafar outros, tão mais prestigiosos, que ornamentam este clube de verdadeiras senhoras.
Que me perdoem pela indelicada omissão. Pecarei pela vontade de tributar a sua nova presidente Naylor Gropelo, uma sincera homenagem a todas as ladies. Que sua chegada a presidência das ladies, espalhe ainda mais a fina fragrância da caridade aos lares, em que a vida foi menos generosa. Sei que relevância do papel comunitário está na participação e da valiosa colaboração de todas suas associadas. Mas, creia que tudo que fica pronto na vida foi construído antes, na alma. E a maravilha da alma do Clube está enraizada nos mais belos sentimentos. Que a semente germinada em dedicação e ao amor ao próximo jamais perca sua fertilidade na fé cristã. A este clube florido, de valentes e doces mulheres gostaria também, neste dia internacional dedicado a vocês, de dirigir minha palavra de carinho e solidariedade.
Sim, como disse o poeta, as rosas não falam, mas por certo exalam o perfume que roubam de ti.

GUARACI ALVARENGA é advogado. E- mail: guaraci.alvarenga@yahoo.com.br

GUARACI ALVARENGA


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/guaraci-alvarenga-as-rosas-nao-falam/
Desenvolvido por CIJUN