Opinião

Guaraci Alvarenga: O cartão postal


Tenho assistido pelo canal GloboSat o programa “Brasil Visto de Cima”, que nesta semana, presta significativa reverência ao município de Jundiaí. Este olhar, de um dos principais canais de televisão brasileira, atinge milhares de telespectadores, não só do Brasil como também de vários países, principalmente os mais importantes do mundo. Toca o coração da gente jundiaiense o espetáculo de belezas, vistas de cima, da nossa cidade. O documentário inicia sobre a malha viária que atende a Região, onde o município se serve de duas das mais importantes rodovias do País, que são a Bandeirantes e a Anhanguera. Sobrevoa as alças construídas que levam à rodoviária e o Viaduto das Valquírias. Alcança o Parque da Uva e mostra o ginásio “Bolão”, destacando um dos maiores vãos livres sob cúpula de concreto até então construído. Projeto do arquiteto Vasco Antonio Venchiarutti. A Catedral, no centro histórico, surge majestosa. Encanta o prédio do Sesc, como um dos mais modernos e arrojados de nossos tempos. A beleza da flora do Jardim Botânico e o imponente prédio da prefeitura Municipal. As águas da represa, circundadas por um dos mais belos parques, voltado para o lazer da população. Chega nos prédios da antiga Companhia de Ferro Paulista. Preservados, para lá, hoje se dirigem os principais setores da administração municipal, observando que o local abriga ainda um dos principais museus ferroviários existentes. Em nossos campos, o esmero e os cuidados do cultivo da uva de mesa. Ter o privilégio maior de ser abraçada pela exuberante Serra do Japy, parte intacta da Mata Atlântica. Destaca, de ponta a ponta, com seus prédios e shoppings, a avenida 9 de Julho como a principal artéria da cidade. O Cartão Postal da Cidade. A bem da verdade, a nossa avenida mais famosa carece de maiores cuidados. Esquecida pela administração anterior, muitas árvores que não vingaram ou foram quebradas não foram substituídas. Os guard rail atingidos e os corrimões de vidros depredados não foram reparados. Parte das calçadas reformadas, para viabilizar estacionamento irregular de veículos, não obedeceu a uniformização imposta. O desafio é enorme. Surge, agora, auspiciosamente, o governo municipal, nas palavras do gestor dos serviços públicos Adilson Rosa, que não só será feita a manutenção da bela avenida como irá estendê-la até a rodoviária, nos limites da via Anhanguera, com o paisagismo que merece. Adilson Rosa soube compreender a beleza, que nos orgulha e inspira. Paisagistas medíocres, retratistas do óbvio, e os bardos de plantão, jamais entenderão que beleza é fundamental. Aplausos ao documentário televisivo do canal GloboSat. Jundiaí merece. Deus, em momento inspirado, criou esta terra. Tenho orgulho de viver aqui. GUARACI ALVARENGA é advogado. E-mail: [email protected]

Notícias relevantes: