Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Guaraci Alvarenga: Os trabalhadores da lavoura

GUARACI ALVARENGA | 03/04/2020 | 05:15

“As Vinhas da Ira” é um livro do escritor norte-americano John Steinbeck, publicado em 1939, prêmio Nobel de Literatura no ano de 1962. A narração centra-se no passado da grande depressão americana dos anos 30, quando os pobres rendeiros de terra, expulsos do campo pela seca, por dificuldades econômicas, por mudanças na atividade agrícola e pela execução de dívidas pelos bancos, foram forçados ao abandono do seu modo de vida.

Um célebre filme com o mesmo nome do livro, com Henry Fonda no principal papel e dirigido por John Ford, foi lançado em 1940. Este clássico americano trata dos efeitos da grande depressão, que atingiu as pequenas famílias que sobreviviam dos frutos do campo. O trabalho tornou-se pouco e os que existiam eram mal remunerados, sempre sujeitos à exploração da mão de obra barata.

Mas por que evoco este passado? Lembro destes fatos para refletir no atual momento em que vivemos. Temos gente da terra que aqui nasceram e aqui querem morrer, não importam os desafios. Querem morrer quando chegar a hora de morrer. Eles cultivam e fazem produzir o alimento que chega às nossas mesas.

O drama americano foi semelhante à crise de café, que acometeu nestas terras do município. Só que os lavradores não desistiram: a maioria de seus pais era imigrante ou nasceram aqui. Ensinaram aos filhos a terem amor ao pedaço de chão que lhe dava o pão. Vieram anos ruins de colheita, entretanto ousaram e expandiram horizontes. Todos sabem que o futuro não pertence aos fracos de coração. Pertence aos bravos. Vencer não basta. Maior que o desejo de vencer é a necessidade de derrotar.

A esta brava gente anônima do noticiário, que eu gostaria de prestar minha gratidão de reconhecimento. Perdoem-me pela não lembrança de muitos nomes, desde o pequeno lavrador de hortaliças, legumes, ervas medicinais, a até alguns tradicionais, em que a idade faz fugir da minha memória.

Esta gente não teme as agruras do cultivo, o sol, a chuva, o vento, os fertilizantes, os inseticidas, as pragas, o árduo trabalho da lavoura. Vivem da saúde da terra. Eles lutam, como fizeram seus avós e seus pais. Às famílias Carbonari, Lourenção, Tomazetto, Benassi, Galvão, Condini, de Marchi, Fontebasso, Pavan, Bardi, Losqui, Maziero, Steck, Brunholi, Michelin, Chequinato, Rizetto, Pomper Maier, Marquesin, Ceolin e a tantas outras que engrandecem a terra de Petronilha Antunes.

GUARACI ALVARENGA é advogado.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/guaraci-alvarenga-os-trabalhadores-da-lavoura/
Desenvolvido por CIJUN